Mariana Teles é pajeuzeira, poetisa, escritora e advogada

Mariana Teles é pajeuzeira, poetisa, escritora e advogada

O Pajeú é um só!

 

Melhor do que receber títulos, somente a graça de merecê-los.

O Pajeú acompanhou na última semana a divulgação de um Projeto de Lei de autoria do Deputado Estadual Antônio Morais (PSDB) que torna Tabira a Capital Estadual da Poesia. Ponderar a grandeza cultural que Tabira gera e alimenta é redundância. Tabira é mãe de inspirados poetas e de fato, vive uma atmosfera de cultura popular que vai das urnas aos palcos.

No entanto, o País Pajeú – que reúne 17 cidades no eixo que respira a poesia popular – parecia já haver superado o obsoleto debate de quem é berço, quem é ventre, e quem é capital da poesia. Discussão que jamais colaborou com a valorização institucional da cultura popular e que atrasou a integração de uma região que unida é maior em arte e em trabalho.

A pirotecnia política de um projeto de lei dessa natureza fere de morte a arte que é produzida em todas as outras cidades. Não é hora de discutir quem gerou mais poetas, onde reside mais cantadores, muito menos qual cidade merece o título. A legitimidade de região da poesia foi conferida pela história. É uma legitimidade secular e corroborada pelo povo.

Somos, enquanto pajeuzeiros e produtores do belo, invisíveis aos olhos políticos quando o assunto é investimento. Quando agonizamos na ânsia de elaborar um plano de política cultural que contemple cada cidade. Não vejo a Assembleia Legislativa de Pernambuco empenhar nenhum esforço na hora de reconhecer que existe uma região que exportou gênios e continua a fomentar espontaneamente a formação cultural de milhares de jovens.

Não é proposto nenhum projeto de lei que reconheça a contribuição do Pajeú na formação da história e da identidade do povo de Pernambuco. Não existe no Palácio da Princesas uma porta aberta quando o assunto é discutir e investir na cultura sertaneja.

É esse tipo de Projeto de Lei que o Pajeú precisa.

É o título de Região que reconhece e valoriza os artistas e os produtores culturais.

Muito do potencial inclusive econômico da nossa terra poderia ser potencializado pela gestão cultural responsável e estruturada, mas quando finalmente um olhar político resolve nos enxergar o que consegue propor é o retorno de um debate pequeno e que envergonha o patamar cultural que a região conquistou.

Tabira é a terra das tradições. Mãe do patrimônio vivo Dedé Monteiro. Elegeu por duas vezes um poeta repentista para o executivo municipal. Mas compreendo que eleger uma cidade que apesar de indiscutível destaque no cenário cultural não é exceção de uma região é simplesmente fechar os olhos para outras 16 que com ou sem título, fomentam, aquecem e imprime os valores da poesia na formação dos seus cidadãos.

Nós precisamos de integração. De uma política cultural que compreenda e valorize as diversas potencialidades da nossa região de forma paritária.

Tenho absoluta certeza que não é projeto de lei de Deputado Estadual que por ser votado em determinado município vai arrancar a legitimidade que a história já concedeu a um povo e uma região.

Enquanto os olhos políticos estiverem concentrados em faturar politicamente em cima da cultura, a causa poesia popular será manuseada como objeto de adorno e bravata partidária, longe da reverência justa que merece.

Não precisamos de mais títulos. Nossos títulos foram construídos no empenho de dezenas de cantadores de viola que elevaram o nome da nossa região Brasil a fora. Nosso título nasceu com Os irmãos Batistas (que só deletaram sentimentos e acumularam fãs), com Rogaciano Leite, Zezé Lulu, Job Patriota, Zé Catota, João Paraibano e diversas estrelas que compõe a constelação Pajeú.

Nosso título continua sendo legitimado. A safra nova não decepciona e se multiplica com uma força e uma rapidez que parece o embalo de um martelo a desafio ou de um galope a beira mar.

O título que o Pajeú precisa não é eleger uma Capital. É reivindicar investimento para fortalecer a integração de cada uma cidade irmã. Nós somos Tabira, São José, Tuparetama, Itapetim, Solidão, Carnaíba, Quixaba, Serra Talhada, Triunfo, Ingazeira, Afogados da Ingazeira, Santa Terezinha, Calumbi, Santa Cruz da Baixa Verde, Iguaracy.

Somos um soneto de Dedé Monteiro na voz de Antônio Marinho!

Somos um só povo, uma só arte e uma só história.

O capital que precisamos não é no sentido de cidade, é no sentido de recurso. Só assim seremos do tamanho do que produzimos. Integrados e exportando para o mundo a poesia popular em todas as suas dimensões.

 

Mariana Teles é pajeuzeira, poetisa, escritora e advogada.

 

* Este artigo reflete a opinião do blog

Sessão Solene da Câmara de Vereadores de Tuparetama em homenagem aos 55 anos de emancipação política do município. Fotos: Marcello Patriota

Sessão Solene da Câmara de Vereadores de Tuparetama em homenagem aos 55 anos de emancipação política do município. Fotos: Marcello Patriota

Na noite desta terça-feira (11), dentro da programação de comemoração aos 55 anos de emancipação política de Tuparetama, promovida pela Câmara de Vereadores, aconteceu sessão solene no Teatro Municipal Manoel Filomeno onde oito personalidades de relevância histórica foram homenageadas e também foi entregue Título de Cidadania Tuparetamense ao ex-deputado José Marcos de Lima.

A solenidade marcou o encontro de filhos de Tuparetama e São José do Egito, principalmente, através de vereadores e ex-parlamentares de ambos os municípios. Na ocasião ex-prefeitos, ex-vice-prefeitos e ex-presidentes do Legislativo também acompanharam os atos.

Dos vereadores de Tuparetama compareceram o presidente da Casa do Povo, Danilo Augusto, Evaldo de Vada, Orlando da Cacimbinha, Plécio Galvão e Vandinha da Saúde, além da licenciada Priscila Filó. Os ex-prefeitos Edvan César Pessoa – Dêva – e Pedro Torres Tunú, de Tuparetama, e Romério Guimarães, de São José do Egito, fizeram parte da formação da Mesa. O deputado estadual Rodrigo Novaes também esteve presente.

O primeiro momento da sessão foi dedicado à entrega de homenagens a oito cidadãos de Tuparetama que tem ligação direta com a história do município. Os agraciados foram: Expedito Marques – Vereador de 7 mandatos e presidente por 4 biênios; Guilhermina Joana Rabelo Menezes – Técnica redacional da Lei Orgânica do Município; Luzia de Siqueira Melo – Confeccionou e bordou a primeira bandeira de Tuparetama; Maria José Lima – Técnica redacional da Lei Orgânica do Município; Olindina Luciano Filha – 1ª merendeira viva da primeira escola do município; Pedro Torres Tunú – 1º presidente da Câmara de Vereadores; Salete Menezes – Autora da letra e melodia do Hino Municipal; Tárcio José de Oliveira – Autor do primeiro livro da história de Tuparetama.

Logo após foi iniciada a entrega do Título de Cidadão de Tuparetama ao ex-deputado José Marcos de Lima. A homenagem foi possível através do Projeto de Resolução nº 04/2017, de autoria dos vereadores da oposição, e aprovada por unanimidade em plenário.

José Marcos esteve acompanhado de sua esposa, Dra. Madalena Crispim, e recebeu a atenção de vários amigos e políticos egipcienses que foram prestigiar o evento.

Em seu pronunciamento ele destacou a afinidade que tem por Tuparetama e quão satisfeito ficou em ter recebido tal honraria através da Câmara.

Ex-deputado José Marcos de Lima recebeu o Título de Cidadão de Tuparetama

Ex-deputado José Marcos de Lima recebeu o Título de Cidadão de Tuparetama

Oito personalidades de relevância histórica foram homenageadas, entre elas o ex-vereador e ex-presidente da Câmara, Expedito Marques

Oito personalidades de relevância histórica foram homenageadas, entre elas o ex-vereador e ex-presidente da Câmara, Expedito Marques

tup04 tup05 tup06 tup07 tup08 tup09 tup10

Requerimento de autoria do deputado Rogério Leão (PR) – Clique para ampliar

Requerimento de autoria do deputado Rogério Leão (PR) – Clique para ampliar

O ex-deputado José Marcos de Lima receberá três homenagens entre abril e maio próximos. Já haviam sido divulgados dois atos solenes. O primeiro em Tuparatema, que será promovido pela Câmara, dia 11 de abril, para entrega de título de cidadania através de projeto dos integrantes da oposição. O segundo, de autoria do vereador Albérico Tiago (PR), no Legislativo egipciense, onde será realizada solenidade em 28 de abril para homenagear Zé Marcos por seus 50 anos de vida pública. A terceira partiu do deputado estadual Rogério Leão (PR) através de requerimento aprovado na Assembleia Legislativa e publicado no Diário Oficial de Pernambuco nesta quarta (29). Na Alepe, dia 22 de maio, será promovida sessão solene para também fazer referência ao meio século de atividades políticas de Marcos de Lima.

José-Marcos-de-Lima-zé-marcosO deputado Rogério Leão apresentou no Requerimento nº 2962/2017, em sua justificativa, detalhes sobre a vida política de Zé Marcos e os cargos que ocupou no estado.

De acordo com as assessorias das câmaras e do deputado, diversos amigos, empresários e políticos já confirmaram presença nos eventos.

Segundo José Marcos “essas homenagens são fruto de muito trabalho reconhecido, de desprendimento de causas pessoais e foco na solução de problemas enfrentados pelo povo”.

O ex-prefeito e ex-deputado disse ainda que se sente “gratificado com as atitudes dos tuparetamenses, dos egipcienses e do deputado”. E afirmou: “Será de muita satisfação estar com meus amigos nessas três casas legislativas; duas que já passei, a de São José e a Alepe, e uma que sempre tive contato, em Tuparetama”.

A manhã deste domingo (12) foi movimentada na Fazenda Melancias. Diversos políticos estiveram conversando com o ex-deputado Zé Marcos.

Os vereadores que compõem a bancada de oposição em Tuparetama chegaram logo cedo e reuniram-se com José Marcos. O presidente da Câmara de Tuparetama, junto aos parlamentares Plécio Galvão, Priscilla Filó, Orlando da Cacimbinha e Vandinha da Saúde discutiram diversos assuntos e oficializaram o convite para entrega de Título de Cidadão Tuparetamense em sessão solene que será realizada em 11 de abril. José Marcos confirmou sua presença e disse: “Sinto-me muito lisonjeado em receber essa honraria de um município que tanto gosto e que sempre participei de sua vida política”.

Priscilla Filó, Vandinha da Saúde, Dra. Madalena (esposa de Zé Marcos), Zé Marcos, Plécio Galvão, Danilo Augusto, Bal Brito e Orlando da Cacimbinha

Priscilla Filó, Vandinha da Saúde, Dra. Madalena (esposa de Zé Marcos), Zé Marcos, Plécio Galvão, Danilo Augusto, Bal Brito e Orlando da Cacimbinha

Logo após a conversa com os tuparetamenses, Zé Marcos recebeu a visita de parlamentares da oposição em São José do Egito e filiados ao PR (Partido da República). Com as presenças dos vereadores Albérico Tiago (PR), David Teixeira (PR) e Tadeu Gomes (PTB), e a participação do ex-vereador Bal Brito (PR), o político conversou sobre demandas do município. De acordo com informações que obtivemos, Tadeu do Hospital, como é conhecido, deve, em breve, filiar-se ao PR.

Albérico Tiago, Dra. Madalena, Zé Marcos, Tadeu do Hospital, David Teixeira e Soraya Siqueira (esposa de David)

Albérico Tiago, Dra. Madalena, Zé Marcos, Tadeu do Hospital, David Teixeira e Soraya Siqueira (esposa de David)

Após a visita dos egipcienses, o ex-deputado recebeu o ex-vereador Joel Gomes (PR), de Tuparetama. Eles conversaram sobre os últimos fatos que envolvem a política daquele município e as perspectivas para o futuro.

Zé Marcos e Joel Gomes

Zé Marcos e Joel Gomes

Além dos políticos, diversos populares também estiveram na fazenda para conversar com o ex-gordo.

José-Marcos-de-Lima-zé-marcosNa sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Tuparetama, realizada na noite desta segunda-feira (6), foi colocado em votação o Projeto de Resolução nº 02/2017, de autoria dos parlamentares Danilo Augusto, Plécio Galvão, Orlando da Cacimbinha, Priscilla Filó e Vandinha da Saúde, que conferia título de cidadania tuparetamense ao ex-deputado José Marcos de Lima. A matéria foi aprovada por unanimidade.

Zé Marcos, como é mais conhecido, nasceu em São José do Egito e construiu uma vida pública com serviços prestados em vários municípios de Pernambuco, entre eles Tuparetama. O político foi vereador e prefeito na Terra dos Poetas, deputado estadual por três mandatos. Na Assembleia Legislativa de Pernambuco foi presidente, 1º secretário e presidente da Comissão de Justiça. Por várias vezes assumiu interinamente o governo do Estado.

De acordo com o vereador Danilo Augusto, presidente da Câmara de Tuparetama, “o ex-deputado José Marcos é verdadeiramente merecedor dessa honraria; estamos apenas efetivando o reconhecimento que há tanto tempo deveria ter sido aprovado por esta Casa”.

A Câmara planeja fazer a entrega numa sessão solene que deve acontecer no próximo mês de abril.

Foto: Reprodução/Nill Júnior

Foto: Reprodução/Nill Júnior

A Companhia Pernambucana de Saneamento –COMPESA – comunica a População em geral que desde o dia 17° deste mês, está com o sistema da Adutora do Pajeú parado devido a um estouramento entre a Estação Elevatória 03 e 04.

Com isso, está paralisado o abastecimento nas cidades de Afogados da Ingazeira, Carnaiba, Quixaba, Tuparetama e Distrito de Jabitacá. Também há redução da vazão de São José do Egito.  Em Tabira o sistema parou ontem, porém hoje está funcionando.

“Por tal motivo ficará com o abastecimento suspenso não tendo ainda previsão de retorno. Assim que o problema for resolvido volta a comunicar”.O comunicado é assinado por Eduardo José de Brito, Coordenador de Produção da GNR Alto Pajeú.

 

De Nill Júnior

Na tarde desta quarta-feira (14), no Centro de Inclusão Digital, a Justiça Eleitoral através da 68ª Zona diplomou os prefeitos, vices e vereadores eleitos em 02 de outubro, bem como os suplentes dos parlamentares, dos municípios de São José do Egito, Santa Terezinha e Tuparetama.

A Dra. Ana Marques Véras, titular da Justiça Eleitoral nesta zona que compreende os três municípios, iniciou os trabalhos com a solenidade à entrega dos diplomas dos eleitos de Santa Terezinha. Na sequência aconteceram os repasses dessas certificações aos de Tuparetama e São José do Egito.

Para cada localidade uma solenidade. Fizeram uso da palavra os prefeitos eleitos e o vereador que obteve mais votos em cada município. De Santa Terezinha discursaram o próximo gestor Vaninho de Danda e o parlamentar eleito Neguinho de Danda. Já de Tuparetama falaram o eleito para o Executivo Sávio Torres e o parlamentar Diógenes Patriota. Por São José do Egito o prefeito eleito Evandro Valadares e o vereador Beto de Marreco.

Nas eleições de outubro passado Vaninho foi eleito prefeito de Santa Terezinha obtendo 4.228 (68,07%). Ele é o atual presidente da Câmara de Vereadores do município e filho do ex-prefeito Danda Martins. Vai ao seu primeiro mandato no Poder Executivo. Sávio obteve 3.504 votos (52,10%) em Tuparetama e será prefeito pela terceira vez. Em São José do Egito Evandro também vai à sua terceira gestão na prefeitura egipciense. Valadares teve 9.497 votos (51,13%).

Daqui a pouco vídeo com entrevistas realizadas com os três prefeitos diplomados nesta quarta (14) e com Dra. Ana Marques Véras.

Confira fotos das solenidades de diplomação por ordem de horário:

Diplomados de Santa Terezinha. Foto: AMC

1ª Solenidade: Diplomados de Santa Terezinha. Foto: AMC

Diplomados de Tuparetama. Foto: AMC

2ª Solenidade: Diplomados de Tuparetama. Foto: AMC

Diplomados de São José do Egito. Foto: AMC

3ª Solenidade: Diplomados de São José do Egito. Foto: AMC

56 municípios de Pernambuco em situação de emergência; todos do Pajeú estão na lista. Foto: Reprodução

56 municípios de Pernambuco em situação de emergência; todos do Pajeú estão na lista. Foto: Reprodução

Pernambuco teve o reconhecimento de 56 municípios em situação de emergência pelo Ministério da Integração Nacional. Ao todo, 272 cidades da Paraíba, Piauí, Bahia, Sergipe, Minas Gerais e Mato Grosso, além de Pernambuco, estão em situação crítica. Por causa deste longo período de estiagem a única saída é recorrer ao fornecimento de água a partir da Operação Carro-Pipa Federal, da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec).

Este reconhecimento permite ainda que os municípios tenham direito a benefícios, como aquisição de cestas básicas no Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, a renegociação de dívidas no setor de agricultura junto ao Banco do Brasil e apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Segundo lista divulgada no Diário Oficial da União, os municípios pernambucanos em situação de emergência são (em negrito, municípios do Pajeú):

Afogados da Ingazeira, Afrânio, Araripina, Arcoverde, Belém do São Francisco, Betânia, Bodocó, Brejinho, Cabrobó, Calumbi, Carnaíba, Carnaubeira da Penha, Cedro, Custódia, Dormentes, Exu, Flores, Floresta, Granito, Ibimirim, Iguaracy, Inajá, Ingazeira, Ipubi, Itacuruba, Itapetim, Jatobá, Lagora Grande, Manari, Mirandiba, Moreilândia, Orocó, Ouricuri, Parnamirim, Petrolândia, Petrolina, Quixaba, Salgueiro, Santa Cruz, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Filomena, Santa Maria da Boa Vista, Santa Terezinha, São do Belmonte, São José do Egito, Serra Talhada, Serrita, Sertânia, Solidão, Tabira, Tacaratu, Terra Nova, Trindade, Triunfo, Tuparetama e Verdejante.