Começa nesta sexta (13) e vai até o domingo (15) o Festival Zeto Udistoque Pajeuzeira. O evento acontecerá no Racho Santa Helena e é organizado pela cantora Bia Marinho. Diversos artistas da música e da rima estarão reunidos para celebrar a memória e obra do grande poeta Zeto, já falecido. O evento também congrega o VI Festival Mambembe.

De acordo com Bia, não dá para divulgar exatamente quem estará se apresentando, pois muitos artistas já confirmaram presença mas o palco estará disponível para todos que quiseram mostrar a sua arte, e muitos podem aparecer sem antes terem entrado em contato com a produção.

Entretanto, nomes como o da própria Bia Marinho, Em Canto e Poesia, Ednardo Dali, Tonfil, Josildo Sá, Val Patriota, Maviael Melo, Anchieta Dali, Neguinho Arcoverde, As Severinas, Cézar Amaral, Graça Nascimento, Aluísio Lopes, Júnior Teles, Arlindo Lopes, Rodrigo Marinho e Ciço do Pife já foram divulgados em redes sociais.

Haverá ainda oficina de fabricação e execução de pandeiro, mesa de prosa, mesa de glosa, repentistas e declamadores.

O Rancho Santa Helena fica na PE 275, logo após o povoado Grossos, em São José do Egito, no sentido Tuparetama.

A entrada custará R$ 10,00 por dia.

Veja o vídeo de Bia Marinho fazendo o convite:

sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (1)

São José do Egito, Sertão de Pernambuco, vivenciou na tarde desta segunda (28) mobilização em apoio à greve dos caminhoneiros. Idealizada no segmento empresarial da Terra dos Poetas, o evento contou com a presença de milhares de cidadãos que abraçaram a causa.

O combate à corrupção e a diminuição dos impostos cobrados também foram destacados pelos organizadores como objetivos da manifestação.

A Rua da Baixa, localização mais tradicional de São José, foi palco da concentração. De lá, todos seguiram por vias comerciais do Centro (Dom José Pereira Alves, Marechal Rondon e João Mariano Valadares) até a Avenida 25 de Agosto, onde um palco estava montando defronte à rodoviária. No local foram entoados discursos contra a tributação brasileira e, como é de praxe, poesias foram declamadas.

O protesto foi finalizado com o povo cantando o Hino Nacional Brasileiro.

Confira vídeo e fotos:

Fotos obtidas por Nádia Geórgia

sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (000)

sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (00)

sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (15)

sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (0)

sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (7)

Fotos obtidas por Rayssa Veras

sje_protesto_caminhoneiros_28052018_RV (5)

sje_protesto_caminhoneiros_28052018_RV (3)

sje_protesto_caminhoneiros_28052018_RV (2)

Projeto de Lei que cria o Dia do Poeta Egipciense

Projeto de Lei que cria o Dia do Poeta Egipciense

Nesta quarta (9) será comemorado pela primeira vez o Dia do Poeta Egipciense. A data, que marca o aniversário de Bio Crisanto – O Poeta Filósofo, virou lei municipal através de projeto do vereador Professor Claudevan Filho, sancionado pelo Poder Executivo em 28 de março do ano em curso.

Para celebrar a data será realizada a partir das 19h no auditório do Centro de Inclusão Digital uma mesa de glosa com a presença de diversos poetas. A iniciativa é do Prontolab que na ocasião fará uma homenagem a Crisanto. A Secretaria de Cultura de São José do Egito apoia o evento.

Severino Cordeiro de Sousa (Bio Crisanto) nasceu em 9 de maio de 1929 no povoado São Vicente (Itapetim), na época território do município de São José do Egito. Escreveu sua primeira poesia aos oito anos de idade (Vida na Roça). Em 1975 publicou seu único livro – Meu Trigal, composto de poesia e pensamentos filosóficos. O poeta morreu em 22 de agosto de 2000, aos 71 anos.

Confira o vídeo onde o vereador Professor Claudevan Filho fala sobre o Dia do Poeta Egipciense e o evento que será realizado a noite.

Na sessão ordinária da Câmara SJE deste sábado (17) o vereador Alberto de Zé Loló (PT) discursou sobre a polêmica envolvendo projeto do deputado estadual Antônio Moraes que confere o título “Capital da Poesia” para Tabira.

Alberto Loló foi aparteado pelos vereadores Albérico Tiago, Rona Leite e Claudevan Filho.

Confira no vídeo o pronunciamento com apartes:

No próximo sábado (18) acontece em São José do Egito o 12º Desfile do Galo da Travessa. A expectativa é grande. Em 2017 estarão participando do bloco mais tradicional da Terra dos Poetas, no Trio Cobra, Harry Estigado, Oh Sakode e Orquestra de Frevo do Cariri.

A concentração será defronte ao Posto Petrovia e percorrerá as principais avenidas da cidade até a Rua João Pessoa, no Centro. Não há cordão de isolamento. É democrático!

Um dos fundadores, Dr. Romério Guimarães, convida todos que gostam de Carnaval. Confira o vídeo:

Painha falou sobre política e da construção da Faculdade Vale do Pajeú

Painha falou sobre política e da construção da Faculdade Vale do Pajeú

Neste sábado (11) o jornalista Geraldo Palmeira entrevistou na Rádio Cultura AM 1.320 KHz o advogado Cleonildo Lopes, conhecido como Painha. O profissional vem se destacando no segmento do Direito com seu escritório em Recife e está com seu nome em evidência em São José do Egito.

Há alguns que especulam que o advogado tem a intensão de candidatar-se a prefeito da Terra dos Poetas nas eleições de 2020. Evidentemente muito tempo ainda falta para o pleito, entretanto, em São José a política é frenética.

Na conversa com Palmeira, Painha, como prefere ser chamado, contou que desde criança teve contato com política. Seus pais sempre participaram de atividades em campanhas eleitorais e ele sempre estava junto. Em vários momentos fez questão de citar sua ligação com o ex-deputado Zé Marcos (PR), inclusive agradecendo por ter colaborado com sua formação quando estudava em Recife e residia em casa de estudantes.

Nas últimas eleições apoiou Dr. Romério Guimarães (PT), candidato a reeleição contra o atual prefeito Evandro Valadares (PSB). Painha analisa que faltou muito pouco para que o petista obtivesse êxito. Citou como fator negativo na campanha a sensação de “já ganhou” e disse que faltou mais diálogo com Zé Marcos.

Questionado se realmente objetiva candidatar-se a prefeito, considerou: “Quem não tem vontade de ser prefeito de São José do Egito?”. Painha considera ser muito cedo para tratar do assunto, citando que existem muitos nomes fortes que podem entrar na disputa, entre eles os ex-prefeitos Romério e Zé Marcos.

Um dos pontos fortes da entrevista, e amplamente aguardado, foi a divulgação, pela primeira vez à imprensa, da construção de uma faculdade em São José do Egito.

O advogado informou que em abril próximo estará convidando a sociedade para evento que lançará efetivamente o projeto. O terreno onde os prédios serão edificados já foi adquirido – fica logo após o Parque de Exposição José Custódio de Lima – e as obras de terraplanagem já estão sendo iniciadas. Outro ponto importante é que a documentação para a formalização do pedido de cursos, junto ao Ministério da Educação, já foi encaminhado e nos próximos dias novidades serão anunciadas.

Indagado sobre os primeiros cursos que devem fazer parte da estrutura, Painha informou que inicialmente serão ofertadas as graduações em Enfermagem, Ciências Contábeis, Administração de Empresas e Pedagogia, além de turmas de pós-graduação.

Quando concluída, a Faculdade Vale do Pajeú – como será chamada, terá 12 salas de aula, laboratórios, biblioteca e diversos outros setores.

Na conclusão da entrevista, perguntado sobre o que São José carece mais, Painha disse: “Ideias novas, que arestas políticas sejam esquecidas e que todos se unam, independentemente de cor partidária, para trazer empresas para o município”.

Todos os sábados, às 11h, a AM 1.320 KHz leva ao ar o Debate na Cultura.

Confira o vídeo realizado após a entrevista, onde Painha fala exclusivamente da futura Faculdade Vale do Pajeú: