Cuba se despede de Fidel e inicia nova era

Sepultamento de Fidel Castro em Cuba Foto: Marcelino Vazquez/ AFP
Sepultamento de Fidel Castro em Cuba
Foto: Marcelino Vazquez/ AFP

Cuba entrou na era pós-Fidel Castro. O líder da Revolução que desafiou os Estados Unidos e sacudiu a América Latina foi enterrado neste domingo após uma semana de grandes homenagens.

Os restos mortais de um dos protagonistas do último século, que governou com mão-de-ferro por quase 50 anos, já repousam no cemitério Santa Ifigenia, em Santiago de Cuba.

A urna com as cinzas foi colocada dentro de uma pedra oval com uma placa de mármore verde-escura com a palavra “Fidel” inscrita em alto relevo.

“Não houve discurso, foi muito sóbrio, só as cinzas foram enterradas ante a família, membros do governo e funcionários”, disse à AFP a número três do governo francês, a ministra do Meio Ambiente Segolene Royal, uma das convidadas estrangeiras.

Fidel Castro, que faleceu no dia 25 de novembro aos 90 anos, foi enterrado junto ao mausoléu do herói independentista cubano José Martí. Salvas de canhões soaram em Havana no início do enterro.

Assim terminou uma semana de grandes tributos ao ex-guerrilheiro barbudo que montou um regime comunista a menos de 200 km dos Estados Unidos e foi implacável com os opositores.

Ao grito de “Eu sou Fidel”, milhões de cubanos prestaram homenagem ao seu líder em praças e ruas ou nos acostamentos das estradas por onde passou a caravana com as cinzas, que percorreu a ilha de Havana a Santiago.

A partir de agora, Cuba vira uma nova página sem Fidel Castro, que deixa um legado que provocou ódios e amores.

Muitos lembram dele como o homem que universalizou a saúde e a educação gratuitas na ilha, mas outros o descrevem como o ditador que enviou à prisão ou ao exílio qualquer um que se opusesse a ele.

“O luto termina, o que não termina é o que (Fidel) disse, o que nos ensinou. A partir de amanhã é outra Cuba, mas que segue igual”, disse José Luis Soria, de 42 anos.

Muitos cubanos acreditam que a ilha manterá o rumo traçado por Fidel Castro e que seu irmão Raúl prometeu continuar seguindo.

“Todos os cubanos temos confiança em Raúl. E depois dele há outros”, afirmou Daniela Lozano Diaz, uma dona de casa de 52 anos, que diz ter Fidel “no coração”.

Um futuro sem mudanças?
Raúl Castro, que governa desde 2006, quando Fidel ficou doente, estará à frente da ilha até fevereiro de 2018, mas permanecerá com seu cargo máximo no Partido Comunista de Cuba.

No sábado, durante o último ato de massas em memória do líder histórico, o presidente cubano jurou que defenderá a revolução socialista.

“Diante dos restos de Fidel (…) juramos defender a pátria e o socialismo”, proclamou emocionado o líder de 85 anos.

Sem se afastar do regime de partido único, Raúl Castro está empenhado em uma série de reformas para oxigenar o modelo de cunho soviético enquanto avança no processo de aproximação com os Estados Unidos iniciado em dezembro de 2015.

A cautelosa e lenta abertura permitiu que os cubanos trabalhem por conta própria em algumas atividades, viajem para fora do país livremente (com exceção dos médicos), e que mais investimento estrangeiro entre no país.

“A curto prazo, provavelmente não acontecerão muitas mudanças em Cuba após a morte de Fidel. Haverá muita cautela, especialmente com o próximo governo de (Donald) Trump em Washington”, opinou Michael Shifter, presidente do Diálogo Interamericano em Washington.

Sem Fidel, “Raúl terá mais margem de manobra para tomar decisões. Não precisará mais da aprovação de seu irmão mais velho”, disse.

Imediatamente, deverá enfrentar a desaceleração da economia, atingida em grande parte pela crise na Venezuela, sua maior aliada.

“No momento em que Raúl passar a tocha à próxima geração, é muito importante que acelerem as reformas porque o caminho econômico atual é insustentável”, afirmou Ted Piccone, especialista em América Latinado Brookings Institution.

Sem monumentos
No sábado, os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, da Bolívia, Evo Morales, e da Nicarágua, Daniel Ortega, acompanharam o último ato público em homenagem ao pai da Revolução cubana.

Também participaram os ex-presidentes brasileiros Lula e Dilma Rousseff.

No entanto, foram notórias as ausências de líderes de outras partes do mundo.

“A participação internacional para o funeral de Fidel Castro não esteve ao nível que era esperado”, observa Paul Webster, embaixador britânico em Cuba.

Em sua opinião, isso “significa que a atratividade da (revolução) cubana diminuiu. Então é possível esperar que Rússia e China convoquem Raúl a deixar para trás a velha revolução e a colocar em andamento reformas da economia”.

Enquanto o presidente tenta acabar com as dúvidas sobre o futuro sem Fidel, converterá em lei o último desejo de seu irmão: proibir as estátuas ou monumentos em sua memória.

Fidel “rejeitava qualquer manifestação de culto à personalidade e foi coerente com esta atitude até as últimas horas de vida”, disse Raúl Castro.

 

Da AFP

Morre Tarcísio Sá, primeira voz a ir ao ar na Rádio Pajeú

Tarcísio, em umas das fotos históricas mais conhecidas da Pajeú: primeira voz da radiodifusão sertaneja
Tarcísio, em umas das fotos históricas mais conhecidas da Pajeú: primeira voz da radiodifusão sertaneja

Faleceu esta manhã aos 74 anos, o servidor aposentado Tarcísio Campos Sá. Ele morreu enquanto dormia em sua casa, em Afogados da Ingazeira. Sá aniversariou na última segunda.

Segundo a família, o velório será na casa de sua irmã, Dedé Sá, onde ele faleceu, na Rua Aparício Veras. O sepultamento acontece nesta segunda (05) às 8h, no Cemitério São Judas Tadeu.

Tarcísio fez parte da primeira equipe de profissionais da Rádio Pajeú. Em 4 de outubro de 1959, foi a primeira voz ao ir ao ar na pioneira do Sertão Pernambucano. Ele anunciou os colegas para conduzirem a primeira transmissão, no Cine São José. Estava nos estúdios, no Bairro São Francisco.

Tarcísio, em foto recente, registrada pelo Blog do Finfa.
Tarcísio, em foto recente, registrada pelo Blog do Finfa.

Por ocasião dos 57 anos da emissora, participou do documentário “No Coração do Povo”, contando sua história na rádio. A imagem de Tarcísio está em um mural com a primeira equipe da emissora.

A Rádio Pajeú emitiu nota lamentando seu falecimento:

“A Rádio Pajeú expressa seu luto pelo falecimento de Tarcísio Sá. Da primeira equipe de profissionais da emissora, ele foi a primeira voz a ir ao ar em 4 de outubro de 1959.

Tarcísio nunca esqueceu a passagem pela Pajeú. E nossa emissora nunca deixou de reconhecer sua contribuição e legado para a pioneira do Sertão Pernambucano.  Tarcísio, muito obrigado!”

 

Do Blog Nill Júnior

 

Protestos contra a corrupção tomam o País

Manifestação em defesa da Lava Jato reúne milhares de pessoas na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Foto: Marcelo Casal/Agência Brasil
Manifestação em defesa da Lava Jato reúne milhares de pessoas na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Foto: Marcelo Casal/Agência Brasil

Com a segurança reforçada, milhares de pessoas vestidas de verde e amarelo e com a bandeiras do Brasil se reuniram neste domingo (4) em cerca de 200 cidades, entre elas Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. O protesto é em defesa da Operação Lava Jato e contra o pacote de medidas anticorrupção aprovado com modificações pela Câmara dos Deputados na madrugada do dia 30 de novembro.

Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal, na Esplanada dos Ministérios até as 11h15 entre quatro e cinco mil pessoas participavam pacificamente do protesto, previsto para ser encerrado às 13h. Para os organizadores, eram 30 mil manifestantes.

Os eventos ocorrem também em pelo menos 200 cidades do país em horários diferentes. Entre os movimentos que convocaram os protestos, estão o Vem pra Rua e o Avança Brasil. Em conjunto, as forças de segurança pública e os líderes dos movimentos estimam a presença de 15 mil a 20 mil pessoas na Capital Federal.

As manifestações estão permitidas apenas no gramado da Esplanada dos Ministérios, a partir da Catedral de Brasília até a Avenida das Bandeiras, mas alguns manifestantes conseguiram chegar próximo ao espelho d’água do Congresso Nacional, onde espalharam desenhos de ratos, simbolizando, segundo eles, os políticos.

Desde as primeiras horas da manhã, estão restritos o acesso à área da Praça dos Três Poderes, onde fica o Palácio do Planalto, o Congresso e o Supremo Tribunal Federal, além dos ministérios da Justiça e das Relações Exteriores. O trânsito foi interrompido a partir da Rodoviária. O acesso as vias N1 e S1, atrás dos Ministérios, também foi proibido.

A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social do Distrito Federal montou um forte esquema de segurança e retomou as revistas na Esplanada, após os incidentes do último dia 29, durante os protestos contra a PEC dos Gastos, quando houve confronto entre manifestantes e policiais.

O efetivo de policiais militares é de 1,5 mil homens, conforme informou antes das manifestações o Governo do Distrito Federal (GDF). O esquema conta ainda com agentes do Detran e bombeiros. A Polícia Civil informou que todos os departamentos estarão em funcionamento. A 5ª Delegacia de Polícia (DP) teve o plantão reforçado e, se necessário, a 1ª DP também vai receber ocorrências, além do Departamento de Polícia Especializada.

As forças de segurança orientaram os manifestantes a não cobrir o rosto, não usar guarda-chuva (se chover utilizar capa), não portar objetos cortantes ou garrafas de vidro. É recomendado ainda ter um documento de identificação e evitar celulares e objetos de valor. A polícia pede também que se foram identificados grupos com intenção de tumultuar os protestos que as autoridades sejam informadas.

A maioria dos manifestantes portavam cartazes com frases como “Somos todos Sérgio Moro”, “Fora Corrupção”, “Estamos de olho: a Lava Jato não será sabotada”, “Fim do foro privilegiado” e “Pressa do julgamento de políticos no STF”.

 

Da Agência Brasil

Primeiro dia de prova do Enem foi um sucesso, avalia Inep

As provas foram aplicadas em 418 locais em 165 municípios. Imagem ilustrativa
As provas foram aplicadas em 418 locais em 165 municípios. Imagem ilustrativa

As provas do primeiro dia da segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) “foram realizadas com sucesso”, avaliou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A aplicação do teste contou com monitoramento, além do Ministério da Educação (MEC), das polícias estaduais e Federal, do Exército e de outros parceiros.

“Não foram registradas intercorrências graves em nenhum dos 418 locais de aplicação”, informou, em nota, o Inep.

Hoje (3), os estudantes tiveram quatro horas e 30 minutos para responder a 90 questões das áreas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias. As provas foram aplicadas em 418 locais em 165 municípios. Não há exame apenas em quatro estados: Roraima, Acre, Amazonas e Amapá.

Ausências

O Inep ainda não divulgou um balanço da segunda aplicação. Isso será feito amanhã (4).

No entanto, segundo a autarquia, na manhã de hoje (3), a 3 horas do início do exame, cerca de 27% dos inscritos não haviam sequer acessado o cartão de confirmação, que indica o local de prova.

A primeira aplicação do Enem foi nos dias 5 e 6 de novembro e registrou o maior índice de ausências desde 2009 – 30% dos candidatos aptos a fazer o exame na data.

Segunda aplicação

O Enem foi aplicado no início de novembro para 5,8 milhões de candidatos, mas 277.624 tiveram o exame adiado, o que custou aos cofres públicos um adicional de R$ 10,5 milhões.

De acordo com o Inep, do total de candidatos inscritos para a segunda aplicação, 273.521 (98,52%) não puderam participar do Enem regular por causa das ocupações em escolas, universidades e institutos federais, e 4.103 (1,47%) foram afetados por contingências como interrupção do fornecimento de energia elétrica.

 

Da Agência Brasil

Vídeo: Escola Municipal Baraúnas é homenageada na Câmara SJE

A Escola Municipal Baraúnas foi homenageada nesta sexta-feira (02 de dezembro de 2016) em sessão solene na Câmara de Vereadores de São José do Egito. O Saojosedoegito.Net conversou com o vereador Albérico Tiago (PR), com o prefeito Romério Guimarães (PT) e também com a diretora de Baraúnas, Elaine de França. A escola tem conquistado diversos prêmios importantes, entre eles o de Melhor Gestão Escolar de Pernambuco.

Solene da Câmara de Vereadores SJE exalta conquistas da Escola Municipal Baraúnas

Câmara de Vereadores homenageia Escola Municipal Baraúnas. Foto: AMC
Câmara de Vereadores homenageia Escola Municipal Baraúnas. Foto: AMC

Na noite desta sexta-feira (02) a Escola Municipal Baraúnas foi homenageada em sessão solene da Câmara de Vereadores de São José do Egito. Com a presença do prefeito Romério Guimarães (PT), do presidente do Poder Legislativo local José Vicente (PSC) e outros parlamentares, da secretária de Educação Acidália Xavier, das gestoras do educandário em questão – Elaine de França e Maria de Lourdes, e de diversos professores e estudantes, a solenidade marcou mais um momento importante na trajetória desta instituição de ensino.

Baraúnas se localiza na zona rural de São José do Egito; está a 20 Km da cidade. Nos últimos anos vem conquistando prêmios importantes. O último deles, Melhor Gestão Escolar de Pernambuco, proporcionou projeção no segmento educacional.

A sua diretora, Elaine de França Brito, pela conquista do prêmio, participou do Intercâmbio Internacional de Experiência Educacionais nos Estados Unidos, promovido pela Unesco e Embaixada Americana, no período de 13 a 28 de novembro passado.

O autor do requerimento de homenagem à Escola Municipal Baraúnas foi o vereador Albérico Tiago (PR).

20161202_163044 20161202_202306 20161202_202606 20161202_202825 20161202_203352 20161202_205434

Hospital Infantil em Patos (PB) pode ser interditado por falta de médicos, diz CRM

Hospital Infantil, em Patos (PB), pode ser interditado. Foto: Reprodução/Google - Street View
Hospital Infantil, em Patos (PB), pode ser interditado. Foto: Reprodução/Google – Street View

O Hospital Infantil Noaldo Leite, em Patos, corre risco de ser interditado, conforme divulgado pelo Conselho Regional de Medicina (CRM-PB) nesta sexta-feira (2). A medida pode ser tomada devido à falta de anestesiologistas no plantão da unidade. A previsão do CRM-PB é de que o atendimento seja suspenso já na próxima semana caso a situação não seja regularizada.

Em comunicado à imprensa, o CRM-PB divulgou que recebeu ofício assinado por um grupo de cirurgiões que atende na unidade hospitalar informando que as cirurgias serão paralisadas até que sejam contratados anestesiologistas para o hospital.

De acordo com o diretor de Fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa, atualmente, não há profissionais de plantão na unidade. “O que apuramos em vistorias, juntamente com a Polícia Federal, é que o hospital dispõe apenas de anestesiologista em sobreaviso, que são convocados quando há necessidade de algum procedimento cirúrgico. Um hospital de emergência não pode funcionar desta forma”, destacou João Alberto.

O diretor explicou que, caso a contratação de anestesiologistas de plantão não seja efetivada até a próxima semana, o hospital será eticamente interditado e os médicos da unidade não poderão prestar qualquer tipo de atendimento.

“Essa é uma medida drástica e o conselho não tem interesse em interditar eticamente os médicos, porém da maneira que o hospital está funcionando não há segurança nem para os pacientes nem para os profissionais, que podem sofrer sanções judiciais caso não prestem o serviço adequadamente”, explicou.

O impasse envolvendo o Hospital Infantil Noaldo Leite teve início em março, quando uma criança faleceu após esperar oito horas por uma cirurgia, que não foi realizada em tempo hábil porque o anestesiologista, em sobreaviso, não conseguiu chegar à unidade antes do agravamento do estado de saúde do paciente.

O Hospital Infantil Noaldo Leite é o único na região de Patos com referência no atendimento de emergência e clínica-cirúrgica em pediatria. Com a interdição ética médica, dezenas de cirurgias e atendimentos serão suspensos.

Do Portal Correio

Inscrições para a CNH Popular terminam neste domingo, 4 de dezembro

Este ano o programa CNH Popular irá beneficiar 4.504 cidadãos de Pernambuco. Foto: Reprodução
Este ano o programa CNH Popular irá beneficiar 4.504 cidadãos de Pernambuco. Foto: Reprodução

O prazo de inscrições para a temporada de 2016 da CNH Popular está terminando. O programa promovido pela Secretaria das Cidades, por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE, foi aberto no dia 16 de novembro e irá até o domingo, dia 4.  Mais de 100 mil pessoas, da Região Metropolitana do Recife (RMR) e interior do Estado, estão inscritas. O cidadão pode se inscrever no site www.detran.pe.gov.br.

 

Este ano, o programa irá beneficiar 4.504 cidadãos de Pernambuco. Tendo eles, oportunidade para obtenção da primeira Carteira Nacional de Habilitação – CNH de forma gratuita. O Programa CNH Popular atende, também, renovação, adição e mudança de categoria. Esta rodada beneficia, exclusivamente, candidatos à CNH para conduzir veículos de duas rodas (categoria A) e automóvel (categoria B). O resultado da classificação estará disponível no site Detran-PE, a partir do dia 14 de dezembro.

 

O programa CNH Popular foi criado em 2008 e, desde então, já investiu mais de cem milhões de reais, habilitando mais de cem mil cidadãos pernambucanos a custo zero.

Mulheres trabalham cinco horas a mais e ganham 76% do salário dos homens

Entre as mulheres, 70% estão fora do mercado de trabalho e dedicam-se aos afazeres domésticos e familiares. Foto: Reprodução
Entre as mulheres, 70% estão fora do mercado de trabalho e dedicam-se aos afazeres domésticos e familiares. Foto: Reprodução

O crescimento econômico do Brasil na última década não se refletiu em mais igualdade no mercado de trabalho. Com ou sem crise, as mulheres brasileiras continuam trabalhando mais – cinco horas a mais, em média – e recebendo menos.

A renda das mulheres equivale a 76% da renda dos homens e elas continuam sem as mesmas oportunidades de assumir cargos de chefia ou direção. A dupla jornada também segue afastando muitas mulheres do mercado de trabalho, apesar de elas serem responsáveis pelo sustento de quatro em cada dez casas.

As constatações são da Síntese de Indicadores Sociais – Uma análise das condições de vida da população brasileira, divulgada hoje (2), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa estudou os indicadores entre os anos de 2005 e 2015.

As mulheres tendem a receber menos que os homens porque trabalham seis horas a menos por semana em sua ocupação remunerada. Porém, como dedicam duas vezes mais tempo que eles às atividades domésticas, trabalham, no total, cinco horas a mais que eles. Ao todo, a jornada das mulheres é de 55,1 horas por semana, contra 50,5 horas deles.

De acordo com a pesquisadora do IBGE Cristiane Soares, os homens continuam se esquivando de tarefas da casa, o que se reflete em mais horas na conta delas. “Na década, a jornada masculina com os afazeres domésticos permanece em 10 horas semanais”, destacou.

Mesmo trabalhando mais horas, as mulheres têm renda menor, de 76% da remuneração dos homens. Esse número era de 71% em 2005 e reflete o fato de mulheres ganharem menos no emprego e também por não serem escolhidas para cargos de chefia e direção. Dos homens com mais de 25 anos, 6,2% ocupavam essas posições, contra 4,7% das mulheres com a mesma idade. Porém, mesmo nesses cargos, fazendo a mesma coisa, o salário delas era 68% do deles.

Apesar deste cenário, a pesquisa mostra que cresce o número de mulheres chefes de família. Considerando todos os arranjos familiares, elas são a pessoa de referência de 40% das casas. Entre aqueles arranjos formados por casais com filhos, uma em cada quatro casas é sustentada por mulheres. O percentual de homens morando sozinho com filhos é mínimo.

Nem trabalham, nem estudam

Acompanhando a tendência mundial, as mulheres jovens entre 15 e 29 também estão em desvantagem em relação aos homens da mesma idade. No Brasil, boa parte delas interrompe os estudos e para de trabalhar para cuidar da casa. Entre o total de mulheres, 21,1% não trabalha nem estuda, contra 7,8% dos homens.

Em uma década, a situação dos jovens chamados de nem-nem mudou pouco. Em 2005, 20,2% das mulheres estavam nesta situação e 5,4% dos meninos. De acordo com a pesquisa, a hipótese mais provável é que essas meninas estejam cuidando de filhos ou da casa. Em média, 91,6% delas contaram que dedicam 26,3 horas semanais a afazeres domésticos. Já entre os meninos, 26,3% dos nem-nem que responderam cuidar da casa dedicam 10,3 horas semanais à atividade.

A especialista do IBGE no tema, Luana Botelho, destaca que a situação não se alterou na década, mesmo quando a situação econômica do país era mais favorável, em 2005.”Podemos olhar a série histórica que a situação não se altera com a economia. O fato de ter mais ou menos emprego não vai fazer essa mulher deixar de ser nem-nem”, disse. Para ela, são necessárias medidas específicas para permitir que as jovens diminuam a dedicação às tarefas domésticas e voltem a trabalhar.

No total, cerca de 70% das mulheres brasileiras estão fora do mercado de trabalho. A maioria tem 50 anos ou mais e não tem instrução ou só completou o ensino fundamental.

 

Da Agência Brasil

279 suplementos alimentares são proibidos pela Anvisa

Anvisa proíbe 279 suplementos alimentares. Foto: Reprodução
Anvisa proíbe 279 suplementos alimentares. Foto: Reprodução

Estão proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) as vendas de 279 suplementos alimentares produzidos pela empresa Nutrigold do Brasil por falta de comprovação do registro de suplementos em cápsulas e comprimidos, classificados como novos alimentos. A agência também determinou o recolhimento dos produtos. A determinação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

De acordo com a Anvisa, uma determinação anterior contra a empresa já havia proibido a fabricação, distribuição, venda e divulgação dos produtos, mas a empresa estava descumprindo.

A assessoria de imprensa da Nutrigold do Brasil, através de nota à imprensa, alega que 70% dos produtos proibidos são liberados para venda pois possuem isenção de registro.

Confira aqui a lista completa de suplementos proibidos