Radialista Izaurino Brasil se tornará oficialmente cidadão de Belém do São Francisco. Foto: SJE.Com

Radialista Izaurino Brasil se tornará oficialmente cidadão de Belém do São Francisco. Foto: SJE.Com

O radialista Izaurino Brasil, que por vários anos atuou na Rádio Cultura de São José do Egito, com larga experiência principalmente no jornalismo policial – foi um dos mais destacados repórteres do setor em Recife, receberá nesta sexta (15) o Título de Cidadão de Belém do São Francisco.

Residindo no município pela segunda vez, Brasil apresenta programa jornalístico em emissora local, tem um blog e desenvolve projetos publicitários.

Natural de Angelim, no Agreste de Pernambuco, Izaurino Brasil é detentor de uma potente voz. Começou desde jovem na carreira de comunicador na Região Metropolita do Recife onde ficou muito conhecido por sua atuação no jornalismo policial, principalmente durante sua permanência no então exitoso e já extinto programa “O crime não compensa”.

Brasil tem, reconhecidamente, muitos serviços prestados à comunidade belemita, o que o credencia a receber essa homenagem.

Outras personalidades também serão agraciadas com tal honraria nesta solenidade, a exemplo do deputado federal Gonzaga Patriota.

 

Serviço:

Evento: Sessão Solene para entrega de Título de Cidadão Belemita

Onde: Câmara de Vereadores de Belém do São Francisco – PE

Quando: Sexta-feira, 15 de dezembro, às 10h

Painha falou sobre política e da construção da Faculdade Vale do Pajeú

Painha falou sobre política e da construção da Faculdade Vale do Pajeú

Neste sábado (11) o jornalista Geraldo Palmeira entrevistou na Rádio Cultura AM 1.320 KHz o advogado Cleonildo Lopes, conhecido como Painha. O profissional vem se destacando no segmento do Direito com seu escritório em Recife e está com seu nome em evidência em São José do Egito.

Há alguns que especulam que o advogado tem a intensão de candidatar-se a prefeito da Terra dos Poetas nas eleições de 2020. Evidentemente muito tempo ainda falta para o pleito, entretanto, em São José a política é frenética.

Na conversa com Palmeira, Painha, como prefere ser chamado, contou que desde criança teve contato com política. Seus pais sempre participaram de atividades em campanhas eleitorais e ele sempre estava junto. Em vários momentos fez questão de citar sua ligação com o ex-deputado Zé Marcos (PR), inclusive agradecendo por ter colaborado com sua formação quando estudava em Recife e residia em casa de estudantes.

Nas últimas eleições apoiou Dr. Romério Guimarães (PT), candidato a reeleição contra o atual prefeito Evandro Valadares (PSB). Painha analisa que faltou muito pouco para que o petista obtivesse êxito. Citou como fator negativo na campanha a sensação de “já ganhou” e disse que faltou mais diálogo com Zé Marcos.

Questionado se realmente objetiva candidatar-se a prefeito, considerou: “Quem não tem vontade de ser prefeito de São José do Egito?”. Painha considera ser muito cedo para tratar do assunto, citando que existem muitos nomes fortes que podem entrar na disputa, entre eles os ex-prefeitos Romério e Zé Marcos.

Um dos pontos fortes da entrevista, e amplamente aguardado, foi a divulgação, pela primeira vez à imprensa, da construção de uma faculdade em São José do Egito.

O advogado informou que em abril próximo estará convidando a sociedade para evento que lançará efetivamente o projeto. O terreno onde os prédios serão edificados já foi adquirido – fica logo após o Parque de Exposição José Custódio de Lima – e as obras de terraplanagem já estão sendo iniciadas. Outro ponto importante é que a documentação para a formalização do pedido de cursos, junto ao Ministério da Educação, já foi encaminhado e nos próximos dias novidades serão anunciadas.

Indagado sobre os primeiros cursos que devem fazer parte da estrutura, Painha informou que inicialmente serão ofertadas as graduações em Enfermagem, Ciências Contábeis, Administração de Empresas e Pedagogia, além de turmas de pós-graduação.

Quando concluída, a Faculdade Vale do Pajeú – como será chamada, terá 12 salas de aula, laboratórios, biblioteca e diversos outros setores.

Na conclusão da entrevista, perguntado sobre o que São José carece mais, Painha disse: “Ideias novas, que arestas políticas sejam esquecidas e que todos se unam, independentemente de cor partidária, para trazer empresas para o município”.

Todos os sábados, às 11h, a AM 1.320 KHz leva ao ar o Debate na Cultura.

Confira o vídeo realizado após a entrevista, onde Painha fala exclusivamente da futura Faculdade Vale do Pajeú:

Estreia do novo Parlamento em Ação, programa da Câmara SJE: Albérico Tiago (1º secretário), José Aldo (2º secretário), vereador Rona Leite, jornalista Geraldo Palmeira, Antônio Andrade (presidente) e parlamentar José Vicente

Estreia do novo Parlamento em Ação, programa da Câmara SJE: Albérico Tiago (1º secretário), José Aldo (2º secretário), vereador Rona Leite, jornalista Geraldo Palmeira, Antônio Andrade (presidente) e parlamentar José Vicente

Neste sábado (7) a Câmara de Vereadores de São José do Egito estreou o seu novo programa de rádio. O Parlamento em Ação, já conhecido pelo público egipciense, agora começa às 9h na Gazeta FM. Uma das novidades é o tempo de duração do informativo. A parceria entre o Legislativo e a emissora agora permitiu que mais meia hora fosse disponibilizada. O programa conta agora com o tempo de uma hora.

Na edição deste sábado o presidente da Casa de Todos os Egipcienses, vereador Antônio Andrade, foi o entrevistado. O vice-presidente José Aldo de Lima também participou e respondeu algumas perguntas. Os parlamentares Albérico Tiago – 1º secretário, José Vicente e Rona Leite estiveram presentes e também entraram no ar.

A Câmara de Vereadores fechou também com a Gazeta a parceria para transmissão das sessões ordinárias que acontecem todas as segundas-feiras a partir das 20h.

Na conversa com Andrade foram discutidos o retorno das sessões após o recesso parlamentar – a próxima reunião no Plenário será dia 23, como será a condução do processo legislativo, as possibilidades da formulação de agenda para itinerantes, além de diversos outros temas.

O Parlamento em Ação e a transmissão das sessões ao vivo são ferramentas importantes para divulgação dos trabalhos da Casa. Além do rádio o Legislativo disponibiliza portal institucional (www.camarasjegito.pe.gov.br), página no Facebook e costumeiramente lança jornais impressos.

Registro do rádio egipciense: André Moraes, Izaurino Brasil e Geraldo Palmeira defronte a Rádio Cultura AM.

Registro do rádio egipciense: André Moraes, Izaurino Brasil e Geraldo Palmeira defronte à Rádio Cultura AM na tarde deste domingo (25).

Na tarde deste domingo (25) este jornalista editor do Saojosedoegito.Net – Geraldo Palmeira – teve a satisfação de recordar grandes histórias do rádio egipciense. Recebeu a visita do grande radialista Izaurino Brasil que estava acompanhado de André Moraes.

Com Brasil, estive visitando outro grande companheiro, o jornalista João Carlos Rocha.

Registre-se que todos passaram pela Rádio Cultura AM. João Carlos foi o primeiro diretor e hoje gerencia a Gazeta FM, André Moraes foi narrador de futebol, Izaurino Brasil apresentador de programas jornalísticos e Geraldo Palmeira é o atual diretor e apresentador.

As conversas, relembrando fatos das coberturas da rádio e dos causos políticos, rolaram na residência de João Carlos até altas horas da noite.

Pra quem não sabe, Izaurino Brasil passou alguns anos atuando em São José do Egito. Anteriormente ganhou fama como um dos melhores repórteres policiais de Pernambuco tendo passado por várias emissoras em Recife. Esteve também na Rádio Educadora de Belém do São Francisco. Hoje comanda a Canabrava FM e o blog Jornal Gazzeta do Sertão, também naquela cidade do Sertão do São Francisco.

Tarcísio, em umas das fotos históricas mais conhecidas da Pajeú: primeira voz da radiodifusão sertaneja

Tarcísio, em umas das fotos históricas mais conhecidas da Pajeú: primeira voz da radiodifusão sertaneja

Faleceu esta manhã aos 74 anos, o servidor aposentado Tarcísio Campos Sá. Ele morreu enquanto dormia em sua casa, em Afogados da Ingazeira. Sá aniversariou na última segunda.

Segundo a família, o velório será na casa de sua irmã, Dedé Sá, onde ele faleceu, na Rua Aparício Veras. O sepultamento acontece nesta segunda (05) às 8h, no Cemitério São Judas Tadeu.

Tarcísio fez parte da primeira equipe de profissionais da Rádio Pajeú. Em 4 de outubro de 1959, foi a primeira voz ao ir ao ar na pioneira do Sertão Pernambucano. Ele anunciou os colegas para conduzirem a primeira transmissão, no Cine São José. Estava nos estúdios, no Bairro São Francisco.

Tarcísio, em foto recente, registrada pelo Blog do Finfa.

Tarcísio, em foto recente, registrada pelo Blog do Finfa.

Por ocasião dos 57 anos da emissora, participou do documentário “No Coração do Povo”, contando sua história na rádio. A imagem de Tarcísio está em um mural com a primeira equipe da emissora.

A Rádio Pajeú emitiu nota lamentando seu falecimento:

“A Rádio Pajeú expressa seu luto pelo falecimento de Tarcísio Sá. Da primeira equipe de profissionais da emissora, ele foi a primeira voz a ir ao ar em 4 de outubro de 1959.

Tarcísio nunca esqueceu a passagem pela Pajeú. E nossa emissora nunca deixou de reconhecer sua contribuição e legado para a pioneira do Sertão Pernambucano.  Tarcísio, muito obrigado!”

 

Do Blog Nill Júnior

 

O vereador José Aldo de Lima (PT), conhecido como Aldo da Clipsi, foi neste sábado o entrevistado do jornalista Geraldo Palmeira Filho na Rádio Cultura AM 1.320 KHz. Na pauta da política egipciense o foco continua sendo os bastidores da eleição da Mesa Diretora da Câmara, onde não há definição nem de um lado nem do outro de quem serão os candidatos de consenso. Outros pontos interessantes também foram abordados.

Na conversa foi pedido que o vereador fizesse uma análise e apontasse qual foi a falha cometida por seu grupo para que não obtivesse êxito na reeleição do prefeito Romério Guimarães. De pronto o parlamentar respondeu que “o excesso de confiança foi o causador desse resultado; não há como pensar diferente”.

Durante a entrevista o vereador fez defesa do governo de Dr. Romério, apontando obras e serviços que foram desenvolvidos nos quase 4 anos de mandato do petista.

Uma das matérias que vem causando mais repercussão na Câmara é o projeto que implanta o “Estatuto do Magistério”. Aldo da Clipsi disse que é favorável ao projeto enviado pelo Executivo na íntegra. Ele se opõe a emendar o documento. Nos últimos dias professores tem feito pressão para que o presidente da Câmara, Doido de Zé Vicente, coloque o projeto em votação. Doido tem dito que colocará, entretanto, defende que o item que trata de eleições para diretores seja modificado.

José Aldo disse ainda que fará uma oposição limpa, que fiscalizará todos os atos da gestão de Evandro Valadares. O parlamentar completou dizendo: “Subirei quantas vezes for preciso os degraus da prefeitura e conversarei com o futuro prefeito todas as vezes que forem necessárias”.

Sobre a eleição da Mesa Diretora, Aldo da Clipsi mais uma vez disse que poderá ser candidato. De forma mais enfática falou que “o fogo amigo é o que está atrapalhando mais o processo de união do grupo em torno desse tema”. Segundo ele, “o prefeito Romério e o ex-deputado Zé Marcos têm que participar mais do processo; têm que chamar mais os vereadores eleitos pra conversar”.

Aldo da Clipsi vai para seu segundo mandato na Câmara de São José do Egito. Nas últimas eleições ele obteve 924 votos.

Após a entrevista na emissora, ele também conversou com o Saojosedoegito.Net. Confira no vídeo:

dia-do-radialista

O Dia do Radialista é comemorado oficialmente no Brasil em 7 de novembro.

Existe uma grande confusão sobre qual seria a data correta do Dia do Radialista: 7 de novembro ou 21 de setembro.

Na realidade ambos os dias são celebrados, no entanto, o dia 7 de novembro é tido como o dia oficial, através da lei nº 11.327, de 27 de julho de 2006.

gpf-entrevista-ze-marcos

Zé Marcos, no Debate na Cultura, comenta sobre as eleições 2016

Neste sábado (5), no Debate na Cultura, o jornalista Geraldo Palmeira Filho entrevistou o ex-deputado José Marcos de Lima. Foi o primeiro programa que o ex-gordo participou após o resultado das eleições de outubro passado.

Durante uma hora e meia, e com a participação de ouvintes ao vivo fazendo perguntas, Zé Marcos comentou sobre a última campanha, onde apoiou Dr. Romério Guimarães, analisou os resultados negativos obtidos nas urnas, falou sobre a presidência da Câmara e tratou também do seu futuro político.

Na conversa, de maneira bem informal, quando questionado se havia trabalhado com a mesma vontade do pleito de 2012, afirmou que sim. Disse que desde o momento em que decidiu não ser candidato – fez isso para o grupo não rachar, segundo Zé – esteve disponível para colaborar na campanha de Guimarães. Reconhece o resultado das urnas mas também avalia que faltou muito pouco para que o prefeito conseguisse se reeleger.

Na entrevista Zé Marcos destacou ainda que está em contato direto com o grupo para que se possa fazer uma oposição, a partir de janeiro de 2017, com coerência e de forma propositiva. “A maioria dos vereadores eleitos será do nosso lado e isso justifica que eles devem ser oposição ao futuro prefeito; devem honrar as expectativas dos seus eleitores.”

Sobre a eleição da presidência da Câmara, Lima espera que os vereadores da próxima oposição cheguem a um consenso. Fez questão de dizer: “7 não perdem pra 6; temos que manter a unidade e continuar nossas conversas”.

Ouvintes que participaram por telefone pediram para que José Marcos cogitasse a possibilidade de ser candidato a deputado estadual mais uma vez. Na opinião dele nada disso é impossível, entretanto só o tempo vai dizer seus próximos passos. “Só sei que não largo nunca a política; é o meu vício; política, estar com os amigos nos eventos e criar carneiro e gado é o que mais gosto”, disse.

Durante toda a entrevista recordou vários momentos da política no Berço Imortal da Poesia para exemplificar situações atuais.

José Marcos foi enfático em dizer que não pretende assumir mais cargos em escalões do Governo do Estado ou de prefeituras na Região Metropolitana do Recife – já foi secretário em Recife e Jaboatão e presidente do Ipa, entre outros – porque hoje se dedica aos seus negócios e prefere ficar mais perto do povo de sua terra.

geraldo-palmeira-filho-entrevista-savio-torres

Neste sábado o jornalista Geraldo Palmeira Filho entrevistou na Rádio Cultura AM 1.320 KHz o prefeito eleito de Tuparetama Sávio Torres. No programa Debate na Cultura o próximo gestor da “Princesinha do Pajeú” comentou sobre a campanha na qual disputou a prefeitura com Dêva Pessoa, os próximos passos antes da posse, o que deve ser priorizado no seu mandato (2017-2020) e sobre o futuro da política tuparetamense.

Sobre a campanha o político alegou que o período foi marcado por muitas agressões, mas que procurou sempre manter a calma e chegar ao fim do pleito em paz.

Torres, satisfeito com mais uma conquista, alfinetou: “Essa foi a primeira eleição na história de Tuparetama que um prefeito, em mandato, não foi reeleito”.

Ainda sobre a campanha, enfático, disse: “Lutei contra a máquina, com as mãos abanando e com dificuldades financeiras imensas. Além de tudo ele (Dêva) teve o apoio do Governo do Estado. Pra você ter uma ideia, ficou a disposição do prefeito uma máquina do IPA, numa troca muito escandalosa por votos. Eram três, quatro poços ao dia; foram feitos em Tuparetama cerca de 150 poços esse ano. Pra município daquele tamanho é muita coisa, pesa muito numa campanha, mas, mesmo assim, o povo entendeu que aquilo era dinheiro público, dinheiro do Governo do Estado e nos deu essa vitória”.

De acordo com Sávio um dos trunfos para o êxito nas eleições foi o seu desempenho administrativo quando gestor. Segundo seu relato, ele teve bem avaliados os dois mandatos de prefeito, concluídos em 2012. Pesquisas de consumo interno atestavam que seu governo era classificado com bom ou ótimo por cerca de 85% dos entrevistados. Sávio Torres frisou: “O povo reconheceu o trabalho que fiz”.

Sobre os eleitos para a Câmara o próximo prefeito disse que espera que “a bancada de oposição procure ajudar o mandato; o que não é ajudar Sávio Torres”.

Na entrevista Sávio elegeu a saúde como a área que ganhará os maiores investimento em sua próxima gestão.

Indagado sobre a formação de sua equipe, o prefeito eleito disse que será formado um grupo para definir os nomes dos titulares das secretarias e atestou que deve reduzir o número de pastas.

Na conversa deixou claro que não pensa em colocar seu nome para disputar pleitos futuros. Considerou que não pretende mais ser candidato e que durante esse seu mandato deseja preparar lideranças que venham como ideias novas para que possam substituí-lo. “Acho que a minha missão de ser candidato eu já cumpri nessa vida”, concluiu.