sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (1)

São José do Egito, Sertão de Pernambuco, vivenciou na tarde desta segunda (28) mobilização em apoio à greve dos caminhoneiros. Idealizada no segmento empresarial da Terra dos Poetas, o evento contou com a presença de milhares de cidadãos que abraçaram a causa.

O combate à corrupção e a diminuição dos impostos cobrados também foram destacados pelos organizadores como objetivos da manifestação.

A Rua da Baixa, localização mais tradicional de São José, foi palco da concentração. De lá, todos seguiram por vias comerciais do Centro (Dom José Pereira Alves, Marechal Rondon e João Mariano Valadares) até a Avenida 25 de Agosto, onde um palco estava montando defronte à rodoviária. No local foram entoados discursos contra a tributação brasileira e, como é de praxe, poesias foram declamadas.

O protesto foi finalizado com o povo cantando o Hino Nacional Brasileiro.

Confira vídeo e fotos:

Fotos obtidas por Nádia Geórgia

sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (000)

sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (00)

sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (15)

sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (0)

sje_protesto_caminhoneiros_28-05-2018_NG (7)

Fotos obtidas por Rayssa Veras

sje_protesto_caminhoneiros_28052018_RV (5)

sje_protesto_caminhoneiros_28052018_RV (3)

sje_protesto_caminhoneiros_28052018_RV (2)

Na tarde desta segunda (28) será realizado em São José do Egito protesto em favor dos caminhoneiros. O evento está sendo organizado principalmente pela classe empresarial da Terra dos Poetas. A articulação é desenvolvida em grupo do WhatsApp e por redes sociais, onde o convite à participação de toda a sociedade está circulando.

Muitos comerciantes estão confirmando adesão à causa e devem fechar seus estabelecimentos.

O local escolhido para a manifestação foi a Rua da Baixa e deverá ser iniciado a partir das 14h.

Divulgação

Divulgação

Em todo o Brasil esta sexta-feira é um dia marcado para a realização de protestos de diversas categorias trabalhistas. Arte: Reprodução

Em todo o Brasil esta sexta-feira é um dia marcado para a realização de protestos de diversas categorias trabalhistas. Arte: Reprodução

Manifestações contra algumas reformas propostas pelo Governo Federal, como a PEC do teto dos gastos públicos, estão acontecendo em diversos trechos das rodovias federais em Pernambuco nesta sexta-feira (25). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no km 07 da BR-101, no município de Goiana, na Zona da Mata Norte, o Movimento Sem Terra está realizando um protesto e interditando a via. A manifestação é contra algumas reformas propostas pelo Governo Federal, como a PEC do teto dos gastos públicos.

Outros pontos da BR-101 que seguem interditados, também de acordo com a PRF, são o km 41, em Igarassu, e o 124, em Escada. Na BR-232, o km 15, em Jaboatão dos Guararapes, também está interditado, assim como o km 27, em Moreno, ambos na Região Metropolitana do Recife.

Em todo o Brasil esta sexta-feira é um dia marcado para a realização de protestos de diversas categorias trabalhistas. O Dia Nacional de Lutas, Greves, Paralisações e Protestos é uma ação em defesa da saúde e educação, contra medidas propostas pelo Governo federal, como a PEC 55, a reforma do Ensino Médio, a reforma trabalhista, entre outras pautas.

O Projeto de Lei Ordinária nº 06/2016 entrou em apreciação na Câmara dia 10 de outubro. Foto: Reprodução

O Projeto de Lei Ordinária nº 06/2016 entrou em apreciação na Câmara dia 10 de outubro. Foto: Reprodução

Após a sessão desta segunda-feira (14) na Câmara de Vereadores em São José do Egito, que aprovou o Orçamento para 2017, professores da rede municipal fizeram protesto. Com faixa e aos gritos de “onde está o estatuto” eles reivindicavam que o Projeto de Lei Ordinária nº 006/2016, do Poder Executivo, fosse colocado em votação.

Nas últimas reuniões eles têm comparecido na expectativa de que o projeto que institui o “Estatuto dos Profissionais da Educação (Estatuto do Magistério)”, enviado pela prefeitura, fosse aprovado sem alteração.

A matéria está na Câmara, já entrou em discussão e agora está em estágio final para ser votado.

O projeto divide opiniões, mas os professores dizem que, nas suas contas, já têm a quantidade suficiente de votos para a matéria ser aprovada; basta que ela seja colocada na pauta de votação,

A decisão de colocar a matéria em votação cabe agora ao presidente da Casa, José Vicente – Doido (PSC).

Veja o vídeo com trechos do protesto e depoimento de representante do Sintesje (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de São José do Egito).

tmp_16608-20161111_103559-1923384364

Integrantes de sindicatos protestam na Rua da Baixa contra a PEC 55. Foto: Saojosedoegito.Net

Conforme anunciado ontem pelo Saojosedoegito.Net, o STR (Sindicato dos Trabalhadores Rurais), o Sintepe (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco) e o Sintesje (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de São José do Egito) promoveram protesto contra a PEC 55 (antiga 241) na manhã desta sexta-feira (11).

O movimento saiu do STR às 10h, percorreu algumas ruas do Centro e parou na Rua da Baixa onde e os organizadores se pronunciaram sobre o tema.

A Proposta de Emenda Constitucional 55 (PEC do Teto de Gastos, como é conhecida) pretende limitar os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos.

Confira no vídeo:

tmp_16608-20161111_102035-1982178586

A mobilização também passou pela Rua Rogaciano Leite, no Centro. Foto: Saojosedoegito.Net

O Dia Nacional de Mobilização contra a PEC 55 começou com uma série de manifestações contra a medida que prevê a limitação dos investimentos em saúde, educação e assistência social por 20 anos. A proposta já está em tramitação no Senado.

Protesto na BR 101 Norte. Foto: Enviada via Whatsapp

Protesto na BR 101 Norte. Foto: Enviada via Whatsapp

A manhã iniciou com protestos nesta sexta-feira (11) em todo o Estado. Na capital pernambucana, um ato aconteceu na avenida Cruz Cabugá, no bairro de Santo Amaro, na área Central do Recife. Nas rodovias federais, as manifestações ainda acontecem na BR-101 (que liga o Recife ao Litoral Norte), BR-232 (que liga o Recife ao Agreste e Sertão do Estado), BR-408 (que liga o Recife ao município de Campina Grande, na Paraíba) e BR-428 (localizada no Sertão de Pernambuco).

Na BR-232, foram fechados pontos no município de Jaboatão dos Guararapes, e em Bonança, distrito de Moreno, ambos na Região Metropolitana do Recife, além do município de Pombos, na Zona da Mata; na BR-101, os bloqueios são na altura da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), no bairro da Cidade Universitária, no município de Goiana, na Zona da Mata, e no quilômetro 124, em Escada, na Zona da Mata Sul.

Na BR-408, os bloqueios acontecem nos município de Aliança e Paudalho, na Zona da Mata; na BR-428, as interdições são em Petrolina e Santa Maria da Boa Vista, no Sertão; e na BR-104, os bloqueios são em Caruaru e Cupira, ambos no Agreste.

Os atos nas BRs são realizados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). Na Avenida Cruz Cabugá, em Recife, o ato, que já foi encerrado, foi realizado por um grupo de mulheres.

Várias categorias resolveram aderir ao Dia Nacional de Paralisações e Greves, convocado por oito centrais sindicais contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55/2016 (ex-241), conhecida como PEC do Teto, que limita gastos do Governo Federal nos próximos 20 anos. O ato é nacional.

Ônibus
O atendimento do transporte público foi reduzido e muita gente ficou sem meio de transporte para ir ao trabalho, já que cobradores e motoristas de ônibus resolveram paralisar as atividades. Eles prometeram retomar o serviço às 8h, segundo o Sindicado dos Rodoviários.

Metrô
Apesar do serviço funcionar normalmente, a situação na Estação Central do Metrô também é complicada. Ao chegar ao destino, no entanto, começa uma longa espera por ônibus.

Bancos
Um ato está previsto às 9h para oito agências situadas no Bairro do Recife e na avenida Guararapes, no Centro, que não serão abertas no horário normal. De acordo com o Sindicato dos Bancários, o ato deve durar cerca de duas horas.

Unidades de outros pontos do Estado também podem ter o atendimento interrompido ou reduzido conforme a adesão dos funcionários. Ao meio-dia, com as agências já em funcionamento, integrantes da classe pretendem fazer uma manifestação pública na frente do Banco do Brasil da Avenida Guararapes, em Recife.

Detran
Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Pernambuco prometem paralisar as atividades ao longo do dia e farão uma assembleia para deliberar sobre outras pautas da categoria.

Servidores do Governo do Estado e da Prefeitura do Recife
Unidades de saúde (atendimento ambulatorial) e de educação não devem funcionar durante todo o dia, segundo sindicatos como o de Servidores e Empregados Públicos da Administração Direta e Indireta do Recife (Sindsepre) e de Professores Oficiais da Rede Municipal do Recife (Simpere).

UFPE
Professores decidiram, em assembleia nesta quinta-feira (10), entrar em greve a partir da próxima terça (15). Nesta sexta-feira (11), porém, também vão aderir à programação convocada pelas centrais sindicais e paralisarão as atividades por 24 horas.

 

Com informações da FolhaPE e Pernambuco.Com