Em entrevista ao Saojosedoegito.Net nesta sexta-feira (25) o 2º suplente de vereador eleito pelo PSB para o período 2017-2020, Rildo Fernando (Prato de Papa) disse que realmente cogita-se no grupo ao qual faz parte que o parlamentar reeleito Flávio Jucá (PSB) deverá mesmo se licenciar e assumir a direção do Hospital Maria Rafael de Siqueira, ficando sua cadeira disponível para o 1º suplente, Claudevan Filho (Rede), e que o parlamentar eleito Antônio Andrade (PSB) também deve licenciar-se para assumir cargo no Executivo, ato que abriria espaço para que ele conseguisse, consequentemente, a segunda vaga.

Prato de Papa apoiou o candidato Evandro Valadares – eleito prefeito para seu 3º mandato – obteve 467 votos nas eleições de 02 de outubro passado.

Acompanhe no vídeo!

Contas de Evandro Valadares referentes ao ano de 2012 são aprovadas na Câmara SJE. Foto: Ascom Câmara SJE

Contas de Evandro Valadares referentes ao ano de 2012 são aprovadas na Câmara SJE. Foto: Ascom Câmara SJE

Na noite desta segunda-feira (21) foi votada na Câmara de Vereadores de São José do Egito a prestação de contas do ex-prefeito Evandro Perazzo Valadares referente ao exercício de 2012. A matéria, aprovada com ressalvas pelo Tribunal de Contas do Estado, foi encaminhada à Casa de Todos os Egipcienses para seguir no trâmite legislativo no último mês de março.

Com a presença de 12 dos 13 parlamentares foi colocado em votação o Projeto de Decreto Legislativo nº 002/2016, de autoria da Comissão de Finanças e Orçamentos, após o parecer verbal da Comissão de Justiça, Legislação e Redação, aprovando o texto. A matéria foi votada de forma nominal (não há voto secreto na Câmara egipciense) e aprovada por unanimidade, com ressalvas, como indicava o relatório do TCE-PE.

Quando há votação de projetos de prestação de contas nenhuma outra matéria (indicação, requerimento, moção ou projeto) pode ser inserida na pauta. A exclusividade da matéria na ordem do dia está impressa no Regimento Interno e na Lei Orgânica do Município.

O Projeto de Lei Ordinária nº 06/2016 entrou em apreciação na Câmara dia 10 de outubro. Foto: Reprodução

O Projeto de Lei Ordinária nº 06/2016 entrou em apreciação na Câmara dia 10 de outubro. Foto: Reprodução

Após a sessão desta segunda-feira (14) na Câmara de Vereadores em São José do Egito, que aprovou o Orçamento para 2017, professores da rede municipal fizeram protesto. Com faixa e aos gritos de “onde está o estatuto” eles reivindicavam que o Projeto de Lei Ordinária nº 006/2016, do Poder Executivo, fosse colocado em votação.

Nas últimas reuniões eles têm comparecido na expectativa de que o projeto que institui o “Estatuto dos Profissionais da Educação (Estatuto do Magistério)”, enviado pela prefeitura, fosse aprovado sem alteração.

A matéria está na Câmara, já entrou em discussão e agora está em estágio final para ser votado.

O projeto divide opiniões, mas os professores dizem que, nas suas contas, já têm a quantidade suficiente de votos para a matéria ser aprovada; basta que ela seja colocada na pauta de votação,

A decisão de colocar a matéria em votação cabe agora ao presidente da Casa, José Vicente – Doido (PSC).

Veja o vídeo com trechos do protesto e depoimento de representante do Sintesje (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de São José do Egito).

Câmara aprova orçamento para 2017. Foto: Ascom Câmara SJE

Câmara aprova orçamento para 2017. Foto: Ascom Câmara SJE

Na noite desta segunda-feira (14) aconteceu a 15ª sessão ordinária da Câmara de Vereadores de São José do Egito neste segundo semestre de 2016. Numa reunião rápida, onde alguns parlamentares estavam ausentes, foi posto em votação o Projeto de Lei nº 004/2016 enviado pela Prefeitura Municipal e a Emenda Modificativa nº 004/2016 de autoria de parlamentares.

O projeto em questão, em sua ementa, estima a receita e fixa a despesa do Município de São José do Egito para o exercício financeiro de 2017. A emenda, por sua vez, acrescentou rubrica orçamentária do QDD 2017 (orçamento) nos itens de precatórios judiciais (sentenças) no total de R$ 1.345.000,00 (um milhão trezentos e quarenta e cinco mil reais) além de reduzir outras despesas referentes ao ano em questão.

Sem pronunciamentos sobre as matérias em pauta na Ordem do Dia, emenda e, consequentemente, projeto foram aprovados por unanimidade.

Como se tratava de sessão para votação do orçamento nenhuma outra matéria poderia entrar na agenda dos trabalhos legislativos na reunião desta segunda.

vereadores-da-proxima-oposicao-confirmar-que-nao-migram-pra-grupo-de-evandroO jornalista Geraldo Palmeira Filho entrevistou neste sábado (29) seis vereadores eleitos dos sete que farão oposição ao futuro prefeito de São José do Egito, Evandro Valadares. Do Debate na Cultura (AM 1.320 KHz) participaram Alberico Tiago, Alberto de Zé Loló, Aldo da Clipsi, David Teixeira, Doido de Zé Vicente e Tadeu Gomes. Apenas Rona Leite não compareceu porque estava viajando.

Toda a entrevista girou em torno da eleição da próxima Mesa Diretora da Câmara de Vereadores. Esse é o assunto que mais movimenta as rodas de conversas e os bastidores políticos da terra dos poetas. Quem será o presidente da Casa do Povo no biênio 2017-2018?

 

O que os vereadores eleitos disseram:

Albérico Tiago

“Estamos colocando nossos nomes para avaliação. Entraremos num consenso. Aquele que melhor representar nosso grupo será o escolhido. Faremos oposição de maneira propositiva.”

 

Alberto de Zé Loló

“Vamos no consenso. Somos um grupo e vamos estar juntos seguindo as orientações dos nossos líderes Dr. Romério Guimarães e do ex-deputado José Marcos de Lima.”

 

Aldo da Clipsi

“Vai ser muito criticado qualquer um do grupo de trair o conjunto. O povo nos elegeu pra estarmos nesse grupo. Temos que honrar essa confiança e fazermos a próxima oposição. O povo não vai entender traição.”

 

David Teixeira

“Todos do nosso grupo estão aptos a exercerem a presidência da Câmara. Não quero impor a minha candidatura. Estou disponível para dialogar com todos os meus colegas e vamos chegar a um resultado comum.”

 

Doido de Zé Vicente

“Estamos unidos, os 7 vereadores da próxima oposição, para fazermos a presidência da Câmara. Quero ser candidato à reeleição mas também posso votar em qualquer um do nosso grupo.”

 

Tadeu do Hospital

“O presidente tem que ser feito dentro do nosso grupo. Não há como 7 perderem pra 6. São 7 homens de palavra. Vamos fazer uma oposição coerente mas que sabe cobrar o que foi prometido. Tenho certeza que nenhum de nós vai trair a confiança do povo de São José do Egito.”

 

O momento mais polêmico:

Quando perguntado a todos se há alguma possibilidade de deixarem o atual grupo para integrarem o grupo do prefeito eleito Evandro Valadares na possibilidade de algum ser eleito presidente por ter migrado, a resposta de todos foi a mesma: “Não!”

Os 6 vereadores eleitos deixaram claro que em nenhuma hipótese votariam em candidato de Valadares ou trocariam de grupo para serem votados por parlamentares da próxima situação.

No vídeo a seguir você escuta as respostas de cada um dos entrevistados quando disseram que não mudarão de grupo.

Após a nossa matéria sobre a próxima eleição da Mesa Diretora da Câmara de São José do Egito vereadores são vistos – e ouvidos – em emissoras locais de rádio para agradecer aos eleitores e aproveitam para falar sobre o futuro do Legislativo egipciense.

O cenário que se apresenta é de constante indefinição. Primeiro que ainda falta muito tempo para a escolha (1º de janeiro de 2017); depois porque praticamente todos os eleitos atestam que serão candidatos.

O Saojosedoegito.Net conversou com 11 dos 13 vereadores para o mandato de 2017-2020. Em vídeo, que será apresentado logo após esta matéria, 8 deles (Albérico Tiago, Aldo da Clipsi, Beto de Marreco, David Teixeira, Doido de Zé Vicente, Flávio Jucá, Rogaciano Jorge e Tadeu do Hospital) confirmam a sua pretensão quanto à principal cadeira da Casa de Todos os Egipcienses. Os demais (Alberto de Zé Loló, Jota Ferreira e Rona Leite) também disseram, por telefone, que estão na disputa. Não conseguimos contato com Ana Maria de Romerinho nem com Antônio Andrade.

Para o próximo período de 4 anos apenas quatro nomes substituirão atuais titulares. Dois deles (Ana Maria e Rona) já passaram pela Casa. Os outros (Alberto e Antônio) terão sua primeira experiência no legislativo.

Nos bastidores, e pelo que apuramos, a movimentação é maior entre os eleitos para a próxima oposição (grupo de Zé Marcos e Dr. Romério). A conquista da maior quantidade de assentos (7) já garantiria a presidência – se apenas um for candidato e os outros o acompanharem. O problema é que alguns realmente mostram-se firmes na ideia e estão em busca de votos. Todos, entretanto, são categóricos e afirmam que um nome de consenso será escolhido.

E os eleitos do grupo de Evandro (6), o que fariam se não conseguissem mais um voto? Nos bochichos da Rua da Baixa cogita-se que haveria a possibilidade de todos da próxima situação votarem em algum nome do outro grupo. Alguém que demonstrasse afinidade com a próxima gestão e que topasse a parada. A ideia é: Melhor ter um presidente agradecido que ter uma oposição com o poder no Legislativo. Nenhum dos entrevistados confirmou isso. São as fofocas da “Balança de São José”.

Durante esse período que antecede as posses vamos afunilando as possibilidades. Sabendo mais e contando tudo aqui.

Assista agora o vídeo com as declarações de 8 vereadores que se dizem candidatos a presidente da Câmara SJE.

*Esta matéria foi postada novamente porque na primeira edição o vídeo estava apresentando problemas para visualizá-lo.

Após a nossa matéria sobre a próxima eleição da Mesa Diretora da Câmara de São José do Egito vereadores são vistos – e ouvidos – em emissoras locais de rádio para agradecer aos eleitores e aproveitam para falar sobre o futuro do Legislativo egipciense.

O cenário que se apresenta é de constante indefinição. Primeiro que ainda falta muito tempo para a escolha (1º de janeiro de 2017); depois porque praticamente todos os eleitos atestam que serão candidatos.

O Saojosedoegito.Net conversou com 11 dos 13 vereadores para o mandato de 2017-2020. Em vídeo, que será apresentado logo após esta matéria, 8 deles (Albérico Tiago, Aldo da Clipsi, Beto de Marreco, David Teixeira, Doido de Zé Vicente, Flávio Jucá, Rogaciano Jorge e Tadeu do Hospital) confirmam a sua pretensão quanto à principal cadeira da Casa de Todos os Egipcienses. Os demais (Alberto de Zé Loló, Jota Ferreira e Rona Leite) também disseram, por telefone, que estão na disputa. Não conseguimos contato com Ana Maria de Romerinho nem com Antônio Andrade.

Para o próximo período de 4 anos apenas quatro nomes substituirão atuais titulares. Dois deles (Ana Maria e Rona) já passaram pela Casa. Os outros (Alberto e Antônio) terão sua primeira experiência no legislativo.

Nos bastidores, e pelo que apuramos, a movimentação é maior entre os eleitos para a próxima oposição (grupo de Zé Marcos e Dr. Romério). A conquista da maior quantidade de assentos (7) já garantiria a presidência – se apenas um for candidato e os outros o acompanharem. O problema é que alguns realmente mostram-se firmes na ideia e estão em busca de votos. Todos, entretanto, são categóricos e afirmam que um nome de consenso será escolhido.

E os eleitos do grupo de Evandro (6), o que fariam se não conseguissem mais um voto? Nos bochichos da Rua da Baixa cogita-se que haveria a possibilidade de todos da próxima situação votarem em algum nome do outro grupo. Alguém que demonstrasse afinidade com a próxima gestão e que topasse a parada. A ideia é: Melhor ter um presidente agradecido que ter uma oposição com o poder no Legislativo. Nenhum dos entrevistados confirmou isso. São as fofocas da “Balança de São José”.

Durante esse período que antecede as posses vamos afunilando as possibilidades. Sabendo mais e contando tudo aqui.

Assista agora o vídeo com as declarações de 8 vereadores que se dizem candidatos a presidente da Câmara SJE.

Para quem tem velocidade mais lenta, veja no Youtube

 

Passadas as eleições de 02 de outubro e resultados homologados pela Justiça Eleitoral, além das comemorações – que continuam em todos os municípios – o que mais se comenta em São José do Egito é quem será o presidente da Câmara para o biênio 2017-2018.

A atual situação, a partir do ano que vem oposição, fez a maioria no Poder Legislativo. Dos 13 assentos, o grupo do prefeito Dr. Romério e do ex-deputado José Marcos de Lima conseguiu 7. O grupo do próximo gestor, Evandro Valadares, terá 6.

As especulações já estão nas rodas de debates políticos. É sabido que os dois grupos já discutem com os parlamentares eleitos as possibilidades de se eleger o próximo presidente.

Conversas de bastidores ecoam dizendo que o grupo de Valadares sonda vereadores da atual situação; se deseja conquistar um voto. Outros bochichos atestam que os 7 parlamentares que formarão a próxima oposição estão se mostrando unidos para que um deles, de consenso, seja eleito presidente da Casa de Todos os Egipcienses.

vereadores-de-oposicao-a-partir-de-2017-um-deles-pode-ser-o-proximo-presidente-da-camara-sje-arte-02

X

vereadores-de-situacao-a-partir-de-2017

Evidentemente que quem sai na vantagem (7 x 6), neste momento, é o grupo que será oposição a partir do ano que vem. Caso se consolide a afirmação que o “denominador comum” será divulgado em breve, mesmo não obtendo êxito na majoritária a atual situação se tornará uma oposição mais robusta, com mais força graças à presidência da casa legislativa.

É de se lembrar que na eleição passada o grupo de Evandro perdeu o pleito mas fez a maioria na Câmara, que se manteve unida e elegeu o vereador Maurício Mendes como presidente daquele poder.

Ainda falta um bom tempo. Muitas conversas serão travadas. Nos bastidores da política egipciense já há quem faça suas apostas.