Após a nossa matéria sobre a próxima eleição da Mesa Diretora da Câmara de São José do Egito vereadores são vistos – e ouvidos – em emissoras locais de rádio para agradecer aos eleitores e aproveitam para falar sobre o futuro do Legislativo egipciense.

O cenário que se apresenta é de constante indefinição. Primeiro que ainda falta muito tempo para a escolha (1º de janeiro de 2017); depois porque praticamente todos os eleitos atestam que serão candidatos.

O Saojosedoegito.Net conversou com 11 dos 13 vereadores para o mandato de 2017-2020. Em vídeo, que será apresentado logo após esta matéria, 8 deles (Albérico Tiago, Aldo da Clipsi, Beto de Marreco, David Teixeira, Doido de Zé Vicente, Flávio Jucá, Rogaciano Jorge e Tadeu do Hospital) confirmam a sua pretensão quanto à principal cadeira da Casa de Todos os Egipcienses. Os demais (Alberto de Zé Loló, Jota Ferreira e Rona Leite) também disseram, por telefone, que estão na disputa. Não conseguimos contato com Ana Maria de Romerinho nem com Antônio Andrade.

Para o próximo período de 4 anos apenas quatro nomes substituirão atuais titulares. Dois deles (Ana Maria e Rona) já passaram pela Casa. Os outros (Alberto e Antônio) terão sua primeira experiência no legislativo.

Nos bastidores, e pelo que apuramos, a movimentação é maior entre os eleitos para a próxima oposição (grupo de Zé Marcos e Dr. Romério). A conquista da maior quantidade de assentos (7) já garantiria a presidência – se apenas um for candidato e os outros o acompanharem. O problema é que alguns realmente mostram-se firmes na ideia e estão em busca de votos. Todos, entretanto, são categóricos e afirmam que um nome de consenso será escolhido.

E os eleitos do grupo de Evandro (6), o que fariam se não conseguissem mais um voto? Nos bochichos da Rua da Baixa cogita-se que haveria a possibilidade de todos da próxima situação votarem em algum nome do outro grupo. Alguém que demonstrasse afinidade com a próxima gestão e que topasse a parada. A ideia é: Melhor ter um presidente agradecido que ter uma oposição com o poder no Legislativo. Nenhum dos entrevistados confirmou isso. São as fofocas da “Balança de São José”.

Durante esse período que antecede as posses vamos afunilando as possibilidades. Sabendo mais e contando tudo aqui.

Assista agora o vídeo com as declarações de 8 vereadores que se dizem candidatos a presidente da Câmara SJE.

Para quem tem velocidade mais lenta, veja no Youtube

 

Passadas as eleições de 02 de outubro e resultados homologados pela Justiça Eleitoral, além das comemorações – que continuam em todos os municípios – o que mais se comenta em São José do Egito é quem será o presidente da Câmara para o biênio 2017-2018.

A atual situação, a partir do ano que vem oposição, fez a maioria no Poder Legislativo. Dos 13 assentos, o grupo do prefeito Dr. Romério e do ex-deputado José Marcos de Lima conseguiu 7. O grupo do próximo gestor, Evandro Valadares, terá 6.

As especulações já estão nas rodas de debates políticos. É sabido que os dois grupos já discutem com os parlamentares eleitos as possibilidades de se eleger o próximo presidente.

Conversas de bastidores ecoam dizendo que o grupo de Valadares sonda vereadores da atual situação; se deseja conquistar um voto. Outros bochichos atestam que os 7 parlamentares que formarão a próxima oposição estão se mostrando unidos para que um deles, de consenso, seja eleito presidente da Casa de Todos os Egipcienses.

vereadores-de-oposicao-a-partir-de-2017-um-deles-pode-ser-o-proximo-presidente-da-camara-sje-arte-02

X

vereadores-de-situacao-a-partir-de-2017

Evidentemente que quem sai na vantagem (7 x 6), neste momento, é o grupo que será oposição a partir do ano que vem. Caso se consolide a afirmação que o “denominador comum” será divulgado em breve, mesmo não obtendo êxito na majoritária a atual situação se tornará uma oposição mais robusta, com mais força graças à presidência da casa legislativa.

É de se lembrar que na eleição passada o grupo de Evandro perdeu o pleito mas fez a maioria na Câmara, que se manteve unida e elegeu o vereador Maurício Mendes como presidente daquele poder.

Ainda falta um bom tempo. Muitas conversas serão travadas. Nos bastidores da política egipciense já há quem faça suas apostas.