coluna-dos-esportes

Em Afogados da Ingazeira no sábado, 15, o São José do Egito Esporte Clube Jogou contra o Ferroviário no campo da Granja Galo de Ouro. Na preliminar empatou em 2X2 e o principal ficou no 1X1.

O Coritiba da Borborema (Tabira) foi até Carnaíba enfrentar o Palmeiras do Leitão. No aspirante, empate em 1X1 e no jogo principal vitória do Coritiba por 1X0.

O São Paulo de Quixaba recebeu o Esporte de Iguaracy. Na preliminar perdeu por 3X2 e na principal também foi derrotado, 3X2.

Demais jogos (PE / PB): Independente Máster de Lagoa da Cruz jogou com o Toc de Princesa Isabel e perdeu por 2X0. O Santa Cruz Máster de Quixaba jogou em Manaíra e perdeu para equipe local por 3X2. Em São José do Egito o União enfrentou o Mulungu e perdeu por 4×1 no aspirantes e venceu por 1X0 na principal.

O Cruzeiro de Juru enfrentou a equipe do Bahia de Imaculada. Na preliminar foi 1X1 e no jogo principal vitória do Cruzeiro, 3X1. Gameleira e Grêmio de Lagoinha: Na preliminar foi 2X2 e no principal vitória do Grêmio por 2X0. Nacional de Água Branca jogou contra o Juventude da Inveja; o resultado foi Nacional 2X1 Juventude. O Cruzeiro das Lages (SJE) recebeu o Vasco de Piedade (Itapetim) e perdeu por 5X0 na preliminar e 4X0 no principal.

 

A Coluna dos Esportes é assinada por André Moraes.

 

*As opiniões emitidas pelos colunistas e leitores são de inteira responsabilidade dos mesmos e não refletem, necessariamente, a opinião do Saojosedoegito.Net.

dona-maria-jose-limaBelo Jardim (Agreste de Pernambuco) e São José do Egito se despedem de uma mulher que foi referência no segmento cultural de Pernambuco. Faleceu dona Maria José Lima, viúva do saudoso Mestre Ulisses Lima.

Dona Maria José, natural de São José do Egito, foi uma das responsáveis na década de 1970 pela criação da famosa Festa das Marocas (Festa da Redenção), realizada todos os anos em julho, em Belo Jardim.

Casada com mestre Ulisses Lima, reconhecido maestro, esteve em vários períodos residindo em São José quando do comando, pelo querido mestre, da Banda Musical Cícero David.

Informações extraoficiais dão conta que dona Maria José faleceu aos 100 anos no sábado, 15, no hospital Júlio Alves de Lyra. Seu corpo foi velado na Câmara de Vereadores e sepultado no domingo em Belo Jardim.

A Política entre vencedores e perdedores

conversa-de-segunda-felipe-juniorMais um pleito eleitoral se encerrou no mês de outubro/2016. A população escolheu os seus representantes municipais para o período dos próximos quatro anos. Frente às várias mudanças nas Leis n° 9.504/1997 (Lei das Eleições), nº 9.096/1995 (Lei dos Partidos Políticos) e nº 4.737/1965 (Código Eleitoral), deu-se uma disputa acirrada em todos os municípios brasileiros. Modificações como readequação dos prazos para as convenções partidárias, filiação partidária e do tempo de campanha eleitoral, que foi reduzido,    e também foi proibido o financiamento eleitoral por pessoas jurídicas.

Em São José do Egito – PE, a disputa acirrada entre os candidatos a prefeito Evandro Valadares e Romério Guimarães fez com que o resultado das urnas fosse a não reeleição do atual prefeito com uma diferença de 420 votos. Com um valor declarado à Justiça Eleitoral de R$ 3.748.756,86 (quase meio milhão a mais do que foi declarado na campanha de 2008), Evandro Valadares saiu vitorioso com um cardápio de promessas ao povo egipciense, dentre as quais estão: disponibilizar internet grátis Wi-Fi em algumas localidades do município; retomar todos os serviços médicos do Hospital Maria Rafael de Siqueira, com contratação de profissionais especializados e manutenção constante de remédios e exames; implantação de ciclovias móveis e fixa; criação do Conselho Municipal de Esportes; recriação da Feira da Agricultura Familiar, entre outras. Embora tenha abertamente falado ao público da cidade sobre a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), o prefeito eleito esqueceu de colocar por escrito entre as suas 25 propostas na área da saúde, conforme consta no seu Plano de Governo para o período 2017-2020. Na área cultural, o seu Plano de Governo declara a criação do Conselho Municipal de Esportes, mas o Conselho Municipal de Cultura que tanto foi debatido e solicitado entre os artistas, inclusive, com a possibilidade de desmembramento da pasta de Esportes à pasta de Cultura, não se encontra no documento. Hora de pesar as consequências do voto e aprender a conviver com as suas próprias consequências .

No debate político entre “boca preta” e “vermelho”, vez por outra, pairou um diálogo violento com excitações e provocações. Intrigas, tramas, desavenças e traições são eventualidades claras no ambiente político. Todavia, o que deve prevalecer é o diálogo entre os seus agentes. Ninguém governa só. Isso é fato. A política se faz com espírito agregador e qualquer militância partidária deve seguir essa máxima. Com o prefeito eleito não será diferente, visto que o mesmo dispõe de 6 vereadores da base governista contra 7 vereadores da oposição. Mas enquanto o pleito se encerrava, o prefeito eleito festejava e os vereadores eleitos comemoravam, nas redes sociais a eleição continuava. Travava-se uma verdadeira enxurrada de desrespeito entre militantes dos dois lados. Uma verdadeira aula antidemocrática que deve servir de exemplo negativo para os agentes políticos.

A política dispõe de metodologias que tem o poder de transformar a realidade. Diante desse cenário, veem-se apenas pessoas que querem o melhor pra sua comunidade. Portanto, não há o que se falar em vencedores e perdedores. Os representantes legitimamente eleitos não devem – ou não deveriam – governar só para os “vencedores”. A perseguição política, a representação particionada, a arrogância eleitoreira e a governabilidade oligárquica não têm espaço diante da democracia representativa. A certeza disto quem diz é o próprio eleitor quando exerce o seu poder soberano de escolha através do voto elegendo ou reprovando algum candidato. E que assim seja! E que a resposta seja clara para todos os verdadeiros vencedores que tornam a democracia cada vez mais consolidada.

Sobre o autor: Felipe Júnior é poeta e professor. Formado em Filosofia com pesquisa em Filosofia Política e Gestão Pública

 

*As opiniões emitidas pelos colunistas e leitores são de inteira responsabilidade dos mesmos e não refletem, necessariamente, a opinião do Saojosedoegito.Net.

Os céus do Brasil foram iluminados neste domingo (16) pela primeira superlua de uma sequência de três que ocorrerão neste fim de ano. O fenômeno ocorre quando a Lua cheia coincide com o período de maior proximidade com a Terra, o chamado perigeu. Por isso ela aparecerá maior do que estamos acostumados.

A superlua é considerada um fenômeno comum – tanto é que teremos três seguidas neste fim de ano.

O tamanho e o brilho do evento, que ocorre em média seis vezes por ano (também em luas novas), são variáveis.

A superlua foi clicada em São José do Egito pela jornalista Nádia Géorgia. Confira abaixo a foto!

superlua-foto-de-nadia-georgia-sje-16-de-outubro-de-2016-edicao

conversa-de-segunda-felipe-junior

A partir desta segunda, 17, quem também se integra ao Saojosedoegito.Net é o poeta Felipe Júnior. Ele assinará a coluna “Conversa de Segunda”, que discutirá sobre cultura, políticas públicas ao setor cultural, editais de cultura, literatura, política, etc.

A proposta é apresentar ainda um debate sobre o segmento cultural que, por sua vez, é um dos mais movimentados no Sertão do Pajeú.

Neste 17 de outubro tem no blog a nova coluna: “Conversa de Segunda”.

carlos-cordeiro-engenheiro-pernambucano-e-escolhido-inventor-do-ano-pela-intelEntre os mais de 95 mil funcionários da Intel – a maior empresa do mundo no setor de semicondutores – um pernambucano de 40 anos ganhou o maior destaque. Carlos Cordeiro, engenheiro chefe e diretor da companhia na área de comunicação wi-fi foi escolhido, em cerimônia interna realizada em setembro no Dolby Theatre, em Los Angeles, o prêmio de Inventor do Ano das mãos do próprio CEO da empresa, Brian Krzanich.

Ou seja, se o Dolby Theatre é o lugar onde acontece a entrega dos prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (o popular “Oscar”), e Carlos recebeu o último troféu da noite, das mãos do chefão da empresa, quer dizer que ele ganhou o Oscar de Melhor Filme? “Dá para colocar dessa maneira, sim”, brinca o engenheiro pernambucano.

Mas, ao invés de produzir um longa metragem, Carlos produziu conhecimento. Liderando o time de pesquisa e desenvolvimento na área de comunicação sem fio, ele registrou mais de 200 patentes para a Intel, sendo 65 só no ano passado – e 15 delas consideradas fundamentais, que podem ser utilizadas de modo mais abrangente – fora outras 400 patentes que estão esperando aprovação.

“Uma grande parte do que a gente faz é evoluir a tecnologia, criar novos produtos. Muito provavelmente, o wi-fi que você está usando agora, no seu computador ou smartphone, tem algum elemento que eu desenvolvi aqui. Agora, estou trabalhando no wi-fi que você vai usar daqui a cinco anos. Estamos sempre na ponta da pesquisa”, explica Carlos, que trabalha na Intel há 10 anos, depois de ter passado também pela Phillips e pela IBM.

Foi essa proficiência no desenvolvimento de ideias que rendeu ao pernambucano a premiação. “Já tinha recebido outras gratificações da empresa, mas nunca nesse porte”, reconhece Carlos. Formado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco (onde também fez um mestrado), o engenheiro mora nos Estados Unidos desde 2001, quando foi convidado para trabalhar na IBM. “Minha formação na UFPE foi extremamente relevante na minha carreira. Na minha época, como hoje, é um curso de ponta, que além da formação teórica incentiva os alunos a buscar conhecimento e se aprimorarem”, lembra.

 

Fonte: MundoBit

Esta bela composição foi obtida pelo jovem Gabriel Alves no final da tarde deste domingo, 16 de outubro de 2016. Ele estava no Monte da Igrejinha e registrou esta cena deslumbrante de São José do Egito.

Você também pode enviar fotos da sua cidade. Saiba em “Contato” as formas de envio.

Clique na foto para ampliá-la!

a-foto-do-dia-por-do-sol-em-sje-visto-do-monte-da-igrejinha-gabriel-alves-16-de-outubro-de-2016-edicao

afogados-da-ingazeira-fc

Dois jogos abriram a 7ª rodada do Campeonato Pernambucano da 2ª Divisão . No Carneirão, em Vitória de Santo Antão o Vera Cruz fez 4×1 no Centro Limoeirense. Já em Afogados da Ingazeira time da casa venceu a Cabense por 2×1. Com esses resultados o Vera Cruz subiu para o terceiro lugar com 12 pontos e o Afogados foi ao segundo, com 13. Já o Centro Limoeirense continua em sexto com 6 pontos e a Cabense em sétimo com 4.

Para fechar a rodada amanhã tem mais dois jogos: Ibis X Ferroviário, em Paulista, e o Barreiros enfrenta em casa o Flamengo de Arcoverde.

Em Afogados da Ingazeira o público foi de 339 torcedores (198 pagantes e 141 não pagantes). A arrecadação foi de R$ 1.980,00.

 

Com colaboração de André Moraes

Foto: Facebook do Afogados da Ingazeira FC

O fotógrafo Josimar Matos obteve esta linda imagem aérea de um dos pontos mais conhecidos de São José do Egito: Monte da Igrejinha. É lá que todo dia 15 de agosto acontece uma das missas mais tradicionais do Pajeú. A face do Monte em primeiro plano é como estamos acostumados a visualizar de qualquer parte da cidade.

Clique na imagem para ampliá-la!

a-foto-da-semana-por-josimar-matos-sje-monte-da-igrejinha-postagem-em-15-de-outubro-de-2016

educacao01Cerca de R$ 24 bilhões poderão deixar de ser investidos por ano em educação, a partir da vigência da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016, de acordo com a Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira (Conof) da Câmara dos Deputados. A estimativa está em fase final de elaboração.

Atualmente, a União deve investir pelo menos 18% dos impostos em educação. Com a PEC, essa obrigatoriedade cai e o mínimo que deve ser investido passa a ser, a partir de 2018, o valor do ano anterior corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Os R$ 24 bilhões correspondem à diferença do mínimo constitucional para 2017, de 18% dos impostos arrecadados pela União, fixados pelo Projeto de Lei Orçamentária, e as aplicações totais previstas, observadas as regras impostas pela PEC 241/2016. Em 2017, a previsão é que o governo invista além do limite constitucional.

Com a PEC 241/2016, o investimento total “vai depender de governo a governo, que poderá investir mais do que o mínimo”, explica o consultor Cláudio Riyudi Tanno, responsável pela elaboração de estudo técnico que analisa os impactos do novo regime fiscal constante na PEC nas políticas educacionais.

Principal estratégia do Governo Temer para segurar o avanço da crise econômica, a PEC 241 fixa um teto para as despesas primárias para os próximos 20 anos. Procurado para responder a respeito do tema, o ministro da Educação, Mendonça Filho, disse, por meio de nota, que o estudo da Câmara parte de pressupostos equivocados, porque leva em consideração a manutenção do quadro econômico atual, “que é muito ruim, mas poderá ficar ainda pior se não houver equilíbrio das contas públicas”. Segundo ele, a PEC 241 reforça o compromisso do Governo com o equilíbrio das contas públicas. “O que retira dinheiro da educação é o Brasil em recessão, quebrado, sem espaço para crescimento e aumento de receita”, completou.

 

Fonte: Agência Brasil