rotarymbs_rgb

Na ETE – Escola Técnica Estadual Célia Siqueira, em São José do Egito, temos os cursos Técnicos de Administração e Meio ambiente.

Em setembro de 2016 o Rotary Club de São José do Egito, através de seu Presidente, Tarcízio Leite, fez palestra nesta escola sobre o Tema Gestão Pública – Educando para Cidadania.

Nesta oportunidade firmamos compromisso com a Escola para oferecer Estágio para os alunos do curso Técnico em Administração.

Encaminhamos a CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas de São José do Egito, ofício solicitando participar da parceria para o estágio.

Como os alunos estudam em horário integral, sugerimos à escola que o Rotary oferece treinamento para os alunos sobre o MEI – MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL – capacitando-os à constituição da empresa e orientação para o Microempreendedor Individual.

A ideia é que os alunos aos sábados façam o atendimento na sede da CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas – onde receberam a demanda e durante a semana irão executar o trabalho acompanhados por profissionais da Escola Técnica e do Rotary e no sábado seguinte, de volta ao atendimento na CDL, entreguem os documentos da empresa constituída, prontos para que ela possa funcionar.

Os alunos terão no site do Rotary, uma página, onde no link Serviços (www.rotarysje.com/servicos) recebem toda orientação para atendimento ao Microempreendedor Individual.

Este trabalho terá início ainda neste mês de outubro proporcionando ao pequeno empreendedor a oportunidade de se legalizar e receber orientação, e ao aluno do curso Técnico em Administração a oportunidade de se capacitar para o mercado de trabalho.

Isto é “Rotary a Serviço da Humanidade”.

 

Texto: Tarcízio Leite

 

festa-de-sao-judas-tarde-primeira-noite-18-de-outubro-de-2016Foi iniciada nesta terça (18) a XVI Festa de São Judas Tadeu. A programação se estende até o dia 28 de outubro. Missas serão celebradas todas as noites. O evento conta com quermesse, bingo e bazar sempre após as celebrações.

O Parque de Diversões São José está instalado na Av. João Mariano Valadares, ao lado da Igreja Matriz de São Judas Tadeu.

 

office-lens-20161017-134433

Após a nossa matéria sobre a próxima eleição da Mesa Diretora da Câmara de São José do Egito vereadores são vistos – e ouvidos – em emissoras locais de rádio para agradecer aos eleitores e aproveitam para falar sobre o futuro do Legislativo egipciense.

O cenário que se apresenta é de constante indefinição. Primeiro que ainda falta muito tempo para a escolha (1º de janeiro de 2017); depois porque praticamente todos os eleitos atestam que serão candidatos.

O Saojosedoegito.Net conversou com 11 dos 13 vereadores para o mandato de 2017-2020. Em vídeo, que será apresentado logo após esta matéria, 8 deles (Albérico Tiago, Aldo da Clipsi, Beto de Marreco, David Teixeira, Doido de Zé Vicente, Flávio Jucá, Rogaciano Jorge e Tadeu do Hospital) confirmam a sua pretensão quanto à principal cadeira da Casa de Todos os Egipcienses. Os demais (Alberto de Zé Loló, Jota Ferreira e Rona Leite) também disseram, por telefone, que estão na disputa. Não conseguimos contato com Ana Maria de Romerinho nem com Antônio Andrade.

Para o próximo período de 4 anos apenas quatro nomes substituirão atuais titulares. Dois deles (Ana Maria e Rona) já passaram pela Casa. Os outros (Alberto e Antônio) terão sua primeira experiência no legislativo.

Nos bastidores, e pelo que apuramos, a movimentação é maior entre os eleitos para a próxima oposição (grupo de Zé Marcos e Dr. Romério). A conquista da maior quantidade de assentos (7) já garantiria a presidência – se apenas um for candidato e os outros o acompanharem. O problema é que alguns realmente mostram-se firmes na ideia e estão em busca de votos. Todos, entretanto, são categóricos e afirmam que um nome de consenso será escolhido.

E os eleitos do grupo de Evandro (6), o que fariam se não conseguissem mais um voto? Nos bochichos da Rua da Baixa cogita-se que haveria a possibilidade de todos da próxima situação votarem em algum nome do outro grupo. Alguém que demonstrasse afinidade com a próxima gestão e que topasse a parada. A ideia é: Melhor ter um presidente agradecido que ter uma oposição com o poder no Legislativo. Nenhum dos entrevistados confirmou isso. São as fofocas da “Balança de São José”.

Durante esse período que antecede as posses vamos afunilando as possibilidades. Sabendo mais e contando tudo aqui.

Assista agora o vídeo com as declarações de 8 vereadores que se dizem candidatos a presidente da Câmara SJE.

Para quem tem velocidade mais lenta, veja no Youtube

 

mimo-2016-olinda

O Festival MIMO, em sua 13ª edição, divulgou – nesta terça-feira (18) – a programação completa em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). O evento gratuito retorna a Olinda, entre os dias 18 e 20 de novembro, com atrações nacionais e internacionais – divididas em concertos, filmes, Fórum de Ideias, literatura e workshops.

Toda a programação acontece em​ praças públicas, mercados e igrejas de Olinda. Entre as atrações internacionais​ que ocuparão o palco da Praça do Carmo, estão​ o africado Pat Thomas & Kwashiru Area Band​;​ a colombiana da cúmbia Totó La Momposina; ​ e ​o som dos ingleses do Sons of Kemet​.

Realizado anualmente desde 2004, o festival também tem como ponto a Etapa Educativa (com inscrições abertas de 18 de outubro a 6 de novembro pelo site do MIMO), que este ano promoverá interações entre o público pernambucano e artistas de diferentes continentes.

Cinema

O Festival MIMO de Cinema, sob a coordenação e curadoria da cineasta Rejane Zilles, divulga os selecionadas para Olinda, entre curtas e longas, que vão do rock ao forró, nos gêneros ficção científica e documentário. Foram oito longas e sete curtas selecionados, que serão exibidos em estruturas montadas na área externa da Igreja da Sé e em uma tenda no Mercado da Ribeira.

Chuva de poesia

Criada pelo poeta, tipógrafo e artista plástico Guilherme Mansur, a Chuva de Poesia acontece há mais de 20 anos em Minas Gerais. A iniciativa é fazer “chover” poesia no céu das cidades. Do alto da Igreja da Sé, centenas de folhas soltas coloridas, com tipografias especiais, serão lançadas ao vento para o público com obras dos poetas portugueses Teixeira de Pascoaes, Mário de Sá-Carneiro, Mário Cesariny e António Maria Lisboa.

Fórum de Ideias

O Fórum de Ideias tem como finalidade promover o debate, a reflexão e a troca de conhecimentos, através da pluralidade de expressões culturais. O tema para 2016 é “Lugares de memória”, com curadoria do premiado escritor e músico cabo-verdiano Mário Lúcio Sousa. O encontro acontecerá no Convento de São Francisco e receberá também para dialogar sob o tema, Totó La Momposina e o músico João Bosco.

Confira a programação completa clicando aqui (MIMO)

 

Fonte: Portal FolhaPE

jiu-jitso-campeonato-sul-americano-atletas-egipcienses-ganham-premios-foto-facebook-de-jeova-juniorAtletas egipcienses do Jiu-Jitsu fizeram bonito em Natal (RN) neste domingo, 16, participando do Campeonato Sul-Americano da modalidade. A equipe da “Família Caverna” subiu ao pódio várias vezes.

A competição aconteceu no Palácio dos Esportes pela manhã e a tarde. De São José do Egito saíram premiados Jeová Júnior e Yago Lopes. Destaque também para Ailton Neves, da mesma equipe, porém natural de Brejinho.

Eles contaram com o apoio da Prefeitura Municipal de São José do Egito e da Physicus Academia.

 

Resultados:

1º Lugar Adulto Pluma Azul: Yago Lopes
2º Lugar Master Leve Marrom: Ailton Neves
1º Lugar Sênior Meio Pesado Marrom: Jeová Júnior
2º Lugar Master Meio Pesado Marrom: Jeová Júnior
3º Lugar Master Absoluto Marrom: Jeová Júnior

 

Foto: Facebook de Jeová Júnior

coluna-dos-esportes

Em Afogados da Ingazeira no sábado, 15, o São José do Egito Esporte Clube Jogou contra o Ferroviário no campo da Granja Galo de Ouro. Na preliminar empatou em 2X2 e o principal ficou no 1X1.

O Coritiba da Borborema (Tabira) foi até Carnaíba enfrentar o Palmeiras do Leitão. No aspirante, empate em 1X1 e no jogo principal vitória do Coritiba por 1X0.

O São Paulo de Quixaba recebeu o Esporte de Iguaracy. Na preliminar perdeu por 3X2 e na principal também foi derrotado, 3X2.

Demais jogos (PE / PB): Independente Máster de Lagoa da Cruz jogou com o Toc de Princesa Isabel e perdeu por 2X0. O Santa Cruz Máster de Quixaba jogou em Manaíra e perdeu para equipe local por 3X2. Em São José do Egito o União enfrentou o Mulungu e perdeu por 4×1 no aspirantes e venceu por 1X0 na principal.

O Cruzeiro de Juru enfrentou a equipe do Bahia de Imaculada. Na preliminar foi 1X1 e no jogo principal vitória do Cruzeiro, 3X1. Gameleira e Grêmio de Lagoinha: Na preliminar foi 2X2 e no principal vitória do Grêmio por 2X0. Nacional de Água Branca jogou contra o Juventude da Inveja; o resultado foi Nacional 2X1 Juventude. O Cruzeiro das Lages (SJE) recebeu o Vasco de Piedade (Itapetim) e perdeu por 5X0 na preliminar e 4X0 no principal.

 

A Coluna dos Esportes é assinada por André Moraes.

 

*As opiniões emitidas pelos colunistas e leitores são de inteira responsabilidade dos mesmos e não refletem, necessariamente, a opinião do Saojosedoegito.Net.

dona-maria-jose-limaBelo Jardim (Agreste de Pernambuco) e São José do Egito se despedem de uma mulher que foi referência no segmento cultural de Pernambuco. Faleceu dona Maria José Lima, viúva do saudoso Mestre Ulisses Lima.

Dona Maria José, natural de São José do Egito, foi uma das responsáveis na década de 1970 pela criação da famosa Festa das Marocas (Festa da Redenção), realizada todos os anos em julho, em Belo Jardim.

Casada com mestre Ulisses Lima, reconhecido maestro, esteve em vários períodos residindo em São José quando do comando, pelo querido mestre, da Banda Musical Cícero David.

Informações extraoficiais dão conta que dona Maria José faleceu aos 100 anos no sábado, 15, no hospital Júlio Alves de Lyra. Seu corpo foi velado na Câmara de Vereadores e sepultado no domingo em Belo Jardim.

A Política entre vencedores e perdedores

conversa-de-segunda-felipe-juniorMais um pleito eleitoral se encerrou no mês de outubro/2016. A população escolheu os seus representantes municipais para o período dos próximos quatro anos. Frente às várias mudanças nas Leis n° 9.504/1997 (Lei das Eleições), nº 9.096/1995 (Lei dos Partidos Políticos) e nº 4.737/1965 (Código Eleitoral), deu-se uma disputa acirrada em todos os municípios brasileiros. Modificações como readequação dos prazos para as convenções partidárias, filiação partidária e do tempo de campanha eleitoral, que foi reduzido,    e também foi proibido o financiamento eleitoral por pessoas jurídicas.

Em São José do Egito – PE, a disputa acirrada entre os candidatos a prefeito Evandro Valadares e Romério Guimarães fez com que o resultado das urnas fosse a não reeleição do atual prefeito com uma diferença de 420 votos. Com um valor declarado à Justiça Eleitoral de R$ 3.748.756,86 (quase meio milhão a mais do que foi declarado na campanha de 2008), Evandro Valadares saiu vitorioso com um cardápio de promessas ao povo egipciense, dentre as quais estão: disponibilizar internet grátis Wi-Fi em algumas localidades do município; retomar todos os serviços médicos do Hospital Maria Rafael de Siqueira, com contratação de profissionais especializados e manutenção constante de remédios e exames; implantação de ciclovias móveis e fixa; criação do Conselho Municipal de Esportes; recriação da Feira da Agricultura Familiar, entre outras. Embora tenha abertamente falado ao público da cidade sobre a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), o prefeito eleito esqueceu de colocar por escrito entre as suas 25 propostas na área da saúde, conforme consta no seu Plano de Governo para o período 2017-2020. Na área cultural, o seu Plano de Governo declara a criação do Conselho Municipal de Esportes, mas o Conselho Municipal de Cultura que tanto foi debatido e solicitado entre os artistas, inclusive, com a possibilidade de desmembramento da pasta de Esportes à pasta de Cultura, não se encontra no documento. Hora de pesar as consequências do voto e aprender a conviver com as suas próprias consequências .

No debate político entre “boca preta” e “vermelho”, vez por outra, pairou um diálogo violento com excitações e provocações. Intrigas, tramas, desavenças e traições são eventualidades claras no ambiente político. Todavia, o que deve prevalecer é o diálogo entre os seus agentes. Ninguém governa só. Isso é fato. A política se faz com espírito agregador e qualquer militância partidária deve seguir essa máxima. Com o prefeito eleito não será diferente, visto que o mesmo dispõe de 6 vereadores da base governista contra 7 vereadores da oposição. Mas enquanto o pleito se encerrava, o prefeito eleito festejava e os vereadores eleitos comemoravam, nas redes sociais a eleição continuava. Travava-se uma verdadeira enxurrada de desrespeito entre militantes dos dois lados. Uma verdadeira aula antidemocrática que deve servir de exemplo negativo para os agentes políticos.

A política dispõe de metodologias que tem o poder de transformar a realidade. Diante desse cenário, veem-se apenas pessoas que querem o melhor pra sua comunidade. Portanto, não há o que se falar em vencedores e perdedores. Os representantes legitimamente eleitos não devem – ou não deveriam – governar só para os “vencedores”. A perseguição política, a representação particionada, a arrogância eleitoreira e a governabilidade oligárquica não têm espaço diante da democracia representativa. A certeza disto quem diz é o próprio eleitor quando exerce o seu poder soberano de escolha através do voto elegendo ou reprovando algum candidato. E que assim seja! E que a resposta seja clara para todos os verdadeiros vencedores que tornam a democracia cada vez mais consolidada.

Sobre o autor: Felipe Júnior é poeta e professor. Formado em Filosofia com pesquisa em Filosofia Política e Gestão Pública

 

*As opiniões emitidas pelos colunistas e leitores são de inteira responsabilidade dos mesmos e não refletem, necessariamente, a opinião do Saojosedoegito.Net.

Os céus do Brasil foram iluminados neste domingo (16) pela primeira superlua de uma sequência de três que ocorrerão neste fim de ano. O fenômeno ocorre quando a Lua cheia coincide com o período de maior proximidade com a Terra, o chamado perigeu. Por isso ela aparecerá maior do que estamos acostumados.

A superlua é considerada um fenômeno comum – tanto é que teremos três seguidas neste fim de ano.

O tamanho e o brilho do evento, que ocorre em média seis vezes por ano (também em luas novas), são variáveis.

A superlua foi clicada em São José do Egito pela jornalista Nádia Géorgia. Confira abaixo a foto!

superlua-foto-de-nadia-georgia-sje-16-de-outubro-de-2016-edicao

conversa-de-segunda-felipe-junior

A partir desta segunda, 17, quem também se integra ao Saojosedoegito.Net é o poeta Felipe Júnior. Ele assinará a coluna “Conversa de Segunda”, que discutirá sobre cultura, políticas públicas ao setor cultural, editais de cultura, literatura, política, etc.

A proposta é apresentar ainda um debate sobre o segmento cultural que, por sua vez, é um dos mais movimentados no Sertão do Pajeú.

Neste 17 de outubro tem no blog a nova coluna: “Conversa de Segunda”.