silvia-patricio-acusada-de-mandar-matar-paulinha
Sílvia Patrício quando esperava para prestar depoimento na delegacia

A Polícia Civil efetuou a prisão de um homem e uma mulher que teriam matado a esposa de um vereador eleito de Tabira, no Sertão de Pernambuco. Érica da Silva Souza Leite, de 30 anos, era casada com o sargento reformado da Polícia Militar de Pernambuco Marcílio Fernandes Valadares Vieira, que também é dentista, e foi morta nessa terça-feira.

O crime aconteceu na manhã dessa terça, por volta das 10h, na zona urbana de Tabira. Ela foi assassinada com golpe de faca no pescoço, na calçada da casa onde morava, quando voltava da academia. Após o crime, a polícia realizou buscas na área, por meio do 23º BPM, Malhas da Lei, Ciosac, Polícia Civil e Guara Municipal.

O acusado foi encontrado na divida das cidades de Tabira e Solidão. Também foi localizada a faca utilizada no crime ainda com vestígios de sangue. Em depoimento, José Tenório, conhecido como Zé Galego, de 58 anos, confessou o crime. Ele apontou a fisioterapeuta Maria Silvaneide da Silva Patrício, conhecida como Paquira, de 44 anos, como mandante do crime. Paquita é ex-mulher do vereador eleito.

Paquita e Zé Galego foram autuados em flagrante por homicídio duplamente qualificado – por motivo torpe e a traição. Os presos serão levados ainda nesta quarta-feira (2) para audiência de custódia, no plantão judiciário de Afogados da Ingazeira. O inquérito policial será concluído, no prazo de 10 dias, pelo delegado Thiago Souza, titular de Tabira.

 

Fonte: FolhaPE

Detalhes sobre prisão de acusados pela morte Paulinha
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *