Neste sábado (18) o Debate na Cultura com o jornalista Geraldo Palmeira Filho teve diversos entrevistados. A pauta principal foi a vinda dos ex-presidentes Lula e Dilma amanhã às obras da transposição em Monteiro (PB) e as novas perspectivas da política em Pernambuco. Participaram a deputada estadual Teresa Leitão (PT), do presidente da Câmara de Vereadores de São José do Egito – Antônio Andrade (PSB) e a vereadora recifense Marília Arraes (PT).

Diversos políticos locais estiveram presentes acompanhando as conversas, entre eles o ex-prefeito Romério Guimarães (PT), o parlamentares petistas Alberto de Zé Loló e Aldo da Clipsi e os vereadores do Partido da República (PR) Albérico Tiago e David Teixeira.

Teresa Leitão falou sobre o evento que acontece em Monteiro e apresentou dados da obra da Transposição do São Francisco nos governos de Lula e Dilma. De acordo com a deputada foram os governos dos petistas que tornaram esse sonho dos nordestinos possível. Leitão estará acompanhando os ex-presidentes neste domingo (19).

Na conversa com Antônio Andrade foi discutida a forma como o vereador vem adotando para conduzir o legislativo local. O socialista disse que sua gestão se sustenta na transparência e que o cidadão já tem a certeza que nenhuma matéria que seja encaminhada para análise e votação, da prefeitura ou de qualquer vereador, será engavetada. Andrade posicionou-se totalmente contra a Reforma da Previdência e disse que há um Brasil antes e outro após Lula. O presidente da Câmara egipciense taxou o governo de Michel Temer de elitista e o chamou de golpista.

A vereadora pelo Recife Marília Arraes, acompanhada de assessores e da poetisa Mariana Teles, contou como se passou o processo de sua mudança de partido em 2016. A neta de Miguel Arraes integrava os quadros do PSB e mudou para o PT em tempo de candidatar-se a seu terceiro mandato pela sigla. Ela discorda das práticas da legenda socialista e percebe que a sua transferência de partido se deu por avistar possibilidades de um trabalho mais participativo.

Marília comentou sobre as especulações envolvendo seu nome para uma possível pré-candidatura ao governo de Pernambuco nas eleições de 2018 e deixou claro que não lançou seu nome nem tampouco está montando palanque.

Questionada sobre o que o Estado mais carece atualmente, foi firme na resposta: “Nosso estado precisa de um líder, precisa de um governador em que o povo confie”. Marília, enfática, ainda disse: “Hoje, Pernambuco vive como se não tivesse governador, como se tivesse alguém ali naquela cadeira esperando o governador voltar pra efetivamente governar o Estado”.

Geraldo Palmeira entrevista a vereadora Marília Arraes (PT). Foto: Henrique Villar
Geraldo Palmeira entrevista a vereadora Marília Arraes (PT). Foto: Henrique Villar
Marília Arraes, Romério Guimarães, Edvaldo Campos, Aldo da Clipsi, Eduy Ribeiro e Alberto de Zé Loló no estúdio da Rádio Cultura AM 1320 KHz
Marília Arraes, Romério Guimarães, Edvaldo Campos, Aldo da Clipsi, Eduy Ribeiro e Alberto de Zé Loló no estúdio da Rádio Cultura AM 1320 KHz
Presidente da Câmara SJE também foi entrevistado no debate deste sábado (18)
Presidente da Câmara SJE também foi entrevistado no debate deste sábado (18)
Marília Arraes diz no Debate na Cultura que “Pernambuco vive como se não tivesse governador” – Programa ainda entrevistou Antônio Andrade e Teresa Leitão
Classificado como:                    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *