Após recorrer à Justiça, o Estado de Pernambuco conseguiu suspender as liminares que garantiam aos presidentes e vice-presidentes da Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados Policiais e Bombeiros Militares (ACS) e da Associação dos Militares Estaduais (AME) o afastamento de suas funções na corporação para atuarem nas associações.

Com a suspensão os militares devem atender à decisão do Comando Geral da PM que os convocou a se apresentarem ao quartel para cumprirem jornada de trabalho.

Essa decisão do comando havia sido suspensa por duas liminares em favor de Alberisson Carlos da Silva e Nadelson Costa Leite (presidente e vice da ACS) e de Vlademir José de Assis e Yulo Eugênio Quixaba de Araújo (presidente e vice da AME).

Justiça determina que dirigentes das associações dos policiais militares de Pernambuco retornem às suas funções na corporação
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *