Professores municipais reivindicam votação do "Estatuto do Magistério".
Professores municipais reivindicam votação do “Estatuto do Magistério”.

Na sessão da Câmara SJE nesta segunda-feira (28) mais uma vez os professores da rede municipal de ensino compareceram. Após acompanhar o desenrolar da reunião, que colocou em pauta alguns projetos e indicações, e categoria iniciou protesto após o presidente da Casa, José Vicente – Doido (PSC), encerrar os trabalhos.

Os mestres estão cobrando que o chefe do Legislativo coloque em votação o Projeto de Lei Ordinária nº 006/2016 que institui o “Estatuto do Magistério” em São José do Egito. A matéria é de autoria do Poder Executivo e está tramitando na Câmara há algumas semanas.

De acordo com professores, a maioria dos parlamentares é favorável à aprovação, mas, para isso, é necessário que o projeto seja “desengavetado”.

O ano legislativo está terminando e apenas duas sessões ordinárias irão acontecer (5 e 12 de dezembro). A partir do dia 15 do próximo mês a Câmara entra em recesso e permanece assim até 20 de janeiro de 2017.

Como a última sessão (12 de dezembro) deve ter em pauta apenas pronunciamentos de despedidas, o que já foi acordado entre os vereadores, haverá apenas a reunião da próxima segunda (05 de dezembro) para que o projeto seja votado. Outra hipótese é, passado o período das sessões ordinárias, acontecer a convocação de reunião extraordinária ainda em 2016; o que é pouco provável.

Caso o projeto não seja votado este ano, para que ele volte à pauta será necessário que o próximo prefeito o encaminhe novamente à Casa do Povo.

Entre as críticas entoadas pelos professores, destaca-se a frase: “Nós somos invisíveis para o Poder Legislativo de São José do Egito”.

Clene Valadares fala sobre os 100 anos da usina de algodão
Clene Valadares fala sobre os 100 anos da usina de algodão

 

Usina de Algodão

Outro destaque da sessão desta segunda foi a participação da poetisa Clene Valadares. Ela fez uso do projeto Tribuna Popular e durante alguns minutos se pronunciou sobre o início da preparação para evento comemorativo aos 100 anos de fundação da antiga usina de algodão (usina de seu Inácio).

Sessão da Câmara SJE é marcada por mais um protesto dos professores municipais
Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *