Valadares confirmou convocação durante a jornada pedagógica. Foto: Ascom PMSJE

Valadares confirmou convocação durante a jornada pedagógica. Foto: Ascom PMSJE

O prefeito de São José do Egito, Evandro Valadares (PSB), confirmou durante participação no segundo dia da jornada pedagógica da secretaria de Educação que começará a convocar os aprovados no concurso público realizado em 2015, então gestão do ex-prefeito Romério Guimarães (PT). Os profissionais serão chamados a partir de 2 de março para ocuparem as vagas que constam do edital do certame.

Segundo Valadares essa convocação ainda não havia sido efetuada atendendo recomendação do Tribunal de Contas de Pernambuco.

Após reuniões com conselheiros daquela instituição e levantamento elaborado pela prefeitura o governo municipal concluiu que ainda é necessário o preenchimento de vagas em algumas áreas.

Ex-prefeito, em nota, alega que não houve oportunidade de defesa. Foto: Reprodução/Facebook

Ex-prefeito, em nota, alega que não houve oportunidade de defesa. Foto: Reprodução/Facebook

Após matéria publicada em blogs da Região, acerca do bloqueio de bens do ex-prefeito de São José do Egito, Romério Guimarães (PT), motivada por ação do governo Evandro Valadares (PSB), o ex-gestor se defende e apresenta esclarecimentos através de sua assessoria:

 

Sr. editor,

Em face da matéria publicada neste blog quanto ao bloqueio de bens de Romério Guimarães é válido esclarecer que a decisão judicial se deu em caráter precário com vistas a evitar danos ao erário, sem que o acusado tivesse oportunidade de defesa – como de fato até presente momento não foi intimado do teor da liminar.

A ação foi proposta pela Procuradoria Jurídica do Município de São José do Egito, subscrita por Dr. Rênio, não é um ato de ofício do Ministério dos Esportes ( com o qual foi celebrado o convenio), ou do Ministério Público Federal, revestindo-se de um ato de caráter político da atual gestão, com apelo de um dia conseguir tornar Dr. Romério inelegível.

Quando tiver ciência formal do teor da ação proposta pela prefeitura e da liminar concedida se tomará as devidas providências para elucidar os fatos.

É válido lembrar que a sociedade egipiciense é testemunha de que o evento foi realizado, pois foi parte ativa enquanto atletas e público que aplaudiu e prestigiou as competições.

Conseguido na gestão de Romério Guimarães o evento foi realizado para entretenimento e lazer do povo de São José do Egito e será analisado pelos órgãos de fiscalização competentes – não será uma ação judicial, com escopo político que vai desconstruir a imagem e a postura de honestidade e probidade de Romério Guimarães.

Que no processo se venha a oportunidade da defesa, justiça sendo feita há de se provar a honestidade do ex-prefeito.

Assessoria de imprensa de Romério Guimarães.