O Espaço Multicultural Rafael Nunes Matos faz parte da Escola Municipal Romero Dantas. Foto: Marcello Patriota

O Espaço Multicultural Rafael Nunes Matos faz parte da Escola Municipal Romero Dantas. Foto: Marcello Patriota

Numa solenidade marcada por muita emoção, a Prefeitura de São José do Egito inaugurou no final da tarde desta sexta-feira (09) o Espaço Multicultural Rafael Nunes Matos, na Escola Municipal Romero Dantas, na Vila da Cohab.

O educandário não dispunha de local para abrigar eventos ou recreação de seus alunos. Agora conta com um equipamento que pode ser utilizado para oficinas, palestras, aulões e alguns tipos de jogos. Com a obra o Alto Egipciense agora tem um lugar apropriado para, inclusive, sediar programações municipais.

O prefeito Dr. Romério Guimarães, ao lado da secretária de Educação Acidália Xavier, da adjunta Eliete Campos, das gestoras da escola – Ana Claudinete e Maria Marlene, receberam os familiares do jovem que deu nome à obra, Josimar Matos (pai), Júlia Maria (mãe) e Thiago Nunes Matos (irmão). Rafael Nunes Matos, o homenageado, estudava Educação Física em Recife e era artista dedicado à dança. Faleceu há quase dois anos. Ele estudou no Romero Dantas, onde sua mãe é ex-diretora e professora. Seu pai é servidor dos Correios, poeta e fotógrafo.

Compareceram secretários e diretores municipais, vereadores, servidores municipais da educação e vários estudantes.

De acordo com o prefeito Romério, “a inauguração do espaço faz parte do conjunto de ações que o Governo Municipal empreende na educação”. O gestor salientou que além dessa inauguração outras ainda vão ocorrer neste mês de dezembro.

Hoje a Escola Romero Dantas é a que tem, em termos proporcionais, a maior quantidade de professores efetivos na rede municipal de ensino.espaco-multicultural-_-02

espaco-multicultural-_-01

Passarela na Marechal Rondon para desfile na 1ª Fenesje. Foto: Divulgação

Passarela na Marechal Rondon para desfile na 1ª Fenesje. Foto: Divulgação

A Feira de Negócios de São José do Egito terminou com chave de ouro, depois de duas noites de visitação intensa da população egipciense e até de outras cidades a ultima noite foi de grandes surpresas para quem visitou os 44 expositores do evento.

Além das atrações musicais que rolaram no palco da feira, como o grupo Poesia Cantada, Elói e Lucivaldo e Paulinho Mix, uma loja de roupas da cidade realizou um desfile de moda entre os estandes que literalmente parou a feira por alguns estantes.

Modelos femininos e masculinos desfilaram a ultima tendência em moda, roupas para quase todas ocasiões que caíram no gosto de quem está lá.

Além do desfile muitos expositores buscando atrair clientes fizeram promoções, o que também fez com que a última noite tivesse o maior número de visitantes de toda feira. Segundo a maioria dos expositores o balanço da primeira FENESJE é extremamente positivo, quem não conseguiu fazer negócios no evento, fez clientes pro futuro.

 

Por Erbi Andrade

gazeta-na-fenesje

sicoob-na-fenesje

expositores-fenesje

Transição: Roseane Borja recebe informações de Acidália Xavier e Margarida Silva. Foto: AMC

Transição: Roseane Borja recebe informações de Acidália Xavier e Margarida Silva. Foto: AMC

A transição em São José do Egito continua. São frequentes os encontros entre membros das equipes da atual e da próxima gestão. As reuniões acontecem de forma descentralizada, entretanto a sala cedida na sede da prefeitura para que os repasses de informações aconteçam também vem sendo usada.

Nesta sexta-feira (09) estiveram reunidas a atual secretária de Educação, Acidália Xavier, a diretora de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Margarida Silva, e a professora Roseane Borja, que deve ser anunciada oficialmente em breve pelo prefeito eleito Evandro Valadares como a titular da pasta a partir de 2017.

Quarta-feira (14) acontecerá a diplomação dos eleitos. O ato será no Centro de Inclusão Digital onde a Justiça Eleitoral certificará os próximos prefeitos e vereadores de São José do Egito, Santa Terezinha e Tuparetama. Cogita-se que Valadares divulgue seu secretariado no sábado (17).

Ficou decidido que a categoria continua em operação padrão e sem aderir ao Programa de Jornada Extra da Segurança Pública (PJES). Imagem ilustrativa / Reprodução

Ficou decidido que a categoria continua em operação padrão e sem aderir ao Programa de Jornada Extra da Segurança Pública (PJES). Imagem ilustrativa / Reprodução

A Polícia Militar e os Bombeiros militares de Pernambuco descartaram a possibilidade de greve. A decisão aconteceu em assembleia na frente do Palácio do Campo das Princesas, no Centro do Recife, na noite desta sexta-feira (9).

Representando a categoria, o deputado estadual Joel da Harpa reuniu-se no Palácio com o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Guilherme Uchoa, e o líder do Governo na Alepe, Waldemar Borges. Após o encontro ficou decidido que a categoria continua em operação padrão e sem aderir ao Programa de Jornada Extra da Segurança Pública (PJES).

Ficou acordado com o Governo do Estado que representantes dos PMs e bombeiros militares serão recebidos, novamente, dia 4 de janeiro de 2017, para nova rodada de negociação.

Durante a tarde e parte da noite desta sexta, os policiais e bombeiros militares fizeram manifestação no Recife. Eles se reuniram na praça do Derby, área central da capital, para debater sobre pleitos da categoria, como equiparação salarial e o Plano de Cargos e Salários. Decidiram não deliberar sobre greve, para que o ato não fosse considerado ilegal. Saíram, depois, em caminhada por ruas do Centro, em direção ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, no bairro de Santo Antônio.

Logo no começo da assembleia na praça do Derby, o presidente e o vice da Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados Policiais e Bombeiros Militares (ACS) foram detidos, sob alegação de que estariam descumprindo decisão judicial. À noite, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) publicou nova decisão estabelecendo aumento de R$ 100 mil para R$ 500 mil da multa diária por descumprimento da ordem de não se reunir para articular greve.

Também nesta sexta-feira, o presidente Michel Temer, atendendo à solicitação do Governo de Pernambuco, autorizou o uso de Forças Armadas para garantir a segurança no Estado caso os PMs deflagrassem greve. Estão de prontidão 3.500 homens do Exército, Marinha e Aeronáutica.