Contas de Evandro Valadares referentes ao ano de 2012 são aprovadas na Câmara SJE. Foto: Ascom Câmara SJE

Contas de Evandro Valadares referentes ao ano de 2012 são aprovadas na Câmara SJE. Foto: Ascom Câmara SJE

Na noite desta segunda-feira (21) foi votada na Câmara de Vereadores de São José do Egito a prestação de contas do ex-prefeito Evandro Perazzo Valadares referente ao exercício de 2012. A matéria, aprovada com ressalvas pelo Tribunal de Contas do Estado, foi encaminhada à Casa de Todos os Egipcienses para seguir no trâmite legislativo no último mês de março.

Com a presença de 12 dos 13 parlamentares foi colocado em votação o Projeto de Decreto Legislativo nº 002/2016, de autoria da Comissão de Finanças e Orçamentos, após o parecer verbal da Comissão de Justiça, Legislação e Redação, aprovando o texto. A matéria foi votada de forma nominal (não há voto secreto na Câmara egipciense) e aprovada por unanimidade, com ressalvas, como indicava o relatório do TCE-PE.

Quando há votação de projetos de prestação de contas nenhuma outra matéria (indicação, requerimento, moção ou projeto) pode ser inserida na pauta. A exclusividade da matéria na ordem do dia está impressa no Regimento Interno e na Lei Orgânica do Município.

No acumulado de um ano pra cá, um milhão e 100 mil brasileiros entraram no cadastro de devedores. Arte: Reprodução

No acumulado de um ano pra cá, um milhão e 100 mil brasileiros entraram no cadastro de devedores. Arte: Reprodução

O número de brasileiros endividados aumentou outra vez. É o que diz levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC, em parceria com a CNDL, entidade que reúne os lojistas.

 

Com o País em crise, em outubro, cerca de 58 milhões e 700 mil brasileiros tinham alguma dívida em atraso e estavam com o nome sujo, ou seja, quatro de cada 10 pessoas com idade acima de 18 anos. No acumulado de um ano pra cá, um milhão e 100 mil brasileiros entraram no cadastro de devedores.

 

Os especialistas responsáveis pela pesquisa explicam que existem duas situações no País que tornam difícil prever se o calote, agora, vai aumentar ou diminuir. Por um lado, fatores como o desemprego, o aumento do custo de vida e os juros altos fazem a inadimplência crescer. Mas por outro, até pra não perderem dinheiro, bancos e estabelecimentos comerciais têm pensado duas vezes antes de liberar crédito ou vender a prazo. O que evita que o cidadão assuma dívidas que ele não poderá pagar e impende um aumento do calote.

Uchoa e Dias: Presidente e ex-presidente. Fotos: Alepe. Arte: AMC

Uchoa e Dias: Presidente e ex-presidente da Alepe. Fotos: Alepe. Arte: AMC

A eleição para a presidência da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), prevista para ocorrer no dia 12 de dezembro, tem como principais nomes, especulados pelos próprios parlamentares, o atual presidente da Alepe, Guilherme Uchoa (PDT), que já está em seu quinto mandato consecutivo, e o atual terceiro secretário da Casa, Romário Dias (PSD), que já comandou o órgão por três vezes seguidas. Caso se confirme a candidatura de ambos e um dos dois vença, vão somar dezoito anos de gestão no Legislativo pernambucano. Entretanto, nos bastidores se especula a possibilidade de Dias disputar a primeira secretaria da Alepe, responsável pelas finanças do órgão, contra o atual primeiro-secretário Diogo Moraes (PSB).

Romário Dias tem se colocado abertamente como candidato à presidência da Alepe, enquanto Uchoa evita tratar diretamente do assunto. Dias, no entanto, já expressou seu desejo de não provocar divisão na Casa. “Eu sou candidato a presidente. Vou sentir o termômetro da Casa, só não quero dividi-la. Se ela tiver o sentimento de que pode ter outra pessoa para resolver os problemas. Eu hoje tenho contato com vários parlamentares e quando digo que posso não bater chapa é para não dividir a Assembleia”, disse em entrevista registrada durante a semana passada.

Romário Dias disputou a presidência da Alepe pela primeira em 2001, quando se elegeu com voto de 30, dos 49 deputados da Casa. Na ocasião, Romário enfrentou o próprio Uchoa, que teve 17 votos. Em 2003, na sua segunda eleição como candidato único, obteve 42 votos. Em 2004, ele teve sua disputa mais difícil para a presidência da Alepe, obtendo 26 votos contra 23 de Sebastião Rufino. A partir da eleição da Mesa Diretora em 2007, Uchoa se sagrou como presidente, vencendo com relativa facilidade as eleições para os biênios 2007-2008, 2009-2010, 2011-2012 e 2013-2014, ocasiões em que obteve, no mínimo, 46 votos, dentre os 49 possíveis. Já na eleição para o biênio 2015-2016, marcada por polêmicas relativas à legalidade de sua candidatura e pela falta de alternância na presidência da Alepe, Guilherme Uchoa obteve 38 votos.

A possibilidade de Romário disputar a presidência é interpretada por alguns como fruto da disposição da bancada de oposição em ocupar a terceira secretaria da Casa, o que resultaria em um rearranjo da atual composição da Mesa Diretora. Na eleição do primeiro biênio, a oposição ocupou dois cargos na Mesa, a vice-presidência, com Augusto Cesar (PTB), e a terceira secretaria com o próprio Romário Dias, então filiado ao PTB. A mudança de sigla e a ida de Romário para a bancada do Governo, fez com que a oposição perdesse representação na direção da Casa. De acordo com Silvio Costa Filho (PTB), o líder da oposição, a bancada pretende readquirir a terceira secretaria e já teria três nomes disposto a ocupar o cargo. “A bancada vai se reunir em primeiro de dezembro para discutir o assunto. Até o momento, além de Augusto Cesar para a vice-presidência, três deputados se colocaram à disposição para a segunda vaga, Socorro Pimentel (PSL), Julio Cavalcanti (PTB) e Bispo Ossésio (PRB)”, comentou. Já o vice-líder da oposição, Joel da Harpa (PTN), disse que a tendência é que a bancada oposicionista “vote coesa” na eleição.

 

Da Folha de Pernambuco

O estudo descobriu que grande parte das espécies passa por um processo de evolução para se adaptar ao aquecimento. Arte: Reprodução

O estudo descobriu que grande parte das espécies passa por um processo de evolução para se adaptar ao aquecimento. Arte: Reprodução

Mudança climática já afeta a maior parte da vida na Terra. É o que alerta um estudo publicado na revista científica Science.

Os cientistas americanos concluíram que 82% de processos ecológicos fundamentais, como a diversidade genética, por exemplo, já foram alterados por causa do aquecimento global. Isso mesmo com o aumento de somente um grau Celsius na temperatura em relação aos níveis da era pré-industrial.

O estudo descobriu que grande parte das espécies passa por um processo de evolução para se adaptar ao aquecimento. De acordo com os especialistas, essas mudanças vão afetar os humanos com surtos de doenças e prejudicando o crescimento de alimentos. E a pesca. Tudo isso vai colocar em risco a nossa segurança alimentar.

TCE-PE recomenda a aprovação, com ressalvas, das contas de Valadares referentes ao ano de 2012. Arte: Reprodução

TCE-PE recomenda a aprovação, com ressalvas, das contas de Valadares referentes ao ano de 2012. Arte: Reprodução

Nesta segunda-feira (21) a Câmara de Vereadores de São José do Egito deve votar a prestação de contas do ex-prefeito Evandro Valadares referente ao exercício de 2012, último ano do seu segundo mandato.

O Tribunal de Contas de Pernambuco aprovou a prestação de contas com ressalvas, devolveu ao Poder Legislativo egipciense em março de 2016 e o presidente da Casa do Povo, José Vicente (Doido), anunciou no último sábado (19), no programa Parlamento em Ação, na Rádio Cultura, que na sessão ordinária desta segunda aconteceria a votação.

Por se tratar de votação de prestação de contas, de acordo com a Lei Orgânica e Regimento Interno, nenhuma outra matéria pode ser colocada na pauta da ordem do dia, ou seja, indicações, requerimentos, moções ou até mesmo outros projetos não poderão ser discutidos ou votados. Na tribuna outro assunto também não pode ser tratado.

Segundo apurou o Saojosedoegito.Net a prestação de contas de Valadares deve ser aprovada com ressalvas sem enfrentar resistência.