aeroporto-do-recife-guararapesA pesquisa Satisfação do Passageiro realizada pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, divulgada nesta terça-feira, 25, mostra que a avaliação geral dos aeroportos brasileiros melhorou no terceiro trimestre do ano. Eles obtiveram uma média geral de 4,24 (em uma escala de 1 a 5), ante 4,16 no trimestre anterior. É a maior pontuação registrada desde 2013, quando começou a pesquisa.

O dado indica que 89% dos passageiros consideraram os serviços ótimos ou bons. Esse desempenho, diz o ministério, coloca o Brasil no nível de satisfação registrado nos aeroportos asiáticos, tidos como os melhores do mundo.

Entre os aeroportos avaliados, a maior evolução positiva foi registrada no Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com crescimento de 10,2%. O Aeroporto de Brasília obteve nota máxima em cinco dos seis quesitos pesquisados, mas ficou com média 4,22 por causa do elevado preço cobrado em suas lanchonetes e restaurantes.

Dos 15 aeroportos pesquisados, o único a apresentar decréscimo foi o de Fortaleza, com queda e 0,3% e nota média 4,17. O dado foi considerado uma oscilação pelo ministério.

Cuiabá segue com a pior nota de avaliação, mas apresentou um avanço de 8% em sua nota em comparação com a pesquisa anterior.

Por ordem decrescente, o ranking dos aeroportos é o seguinte: Curitiba, Guarulhos, Recife, Santos Dumont, Campinas, Natal, Porto Alegre, Manaus, Brasília, Confins, Fortaleza, Galeão, Congonhas, Salvador e Cuiabá.

O aeroporto de Curitiba recebeu a nota mais elevada dos passageiros na pesquisa Satisfação do Passageiro referente ao terceiro trimestre de 2016. A nota do aeroporto chegou a 4,68, numa escala de 1 a 5.

Nos aeroportos com mais de 15 milhões de passageiros, Guarulhos obteve a pontuação mais elevada: 4,46. Entre os que movimentam até 5 milhões de passageiros por ano, a nota mais alta foi para Natal, com 4,36. A pesquisa ouviu 13.271 pessoas em 15 aeroportos.

campina-grande-paraiba

Levantamento divulgado pelo Instituto Nacional do Semiárido (Insa) apontou Campina Grande (PB) e Mossoró (RN) empatadas como municípios com melhor Índice de Desenvolvimento Humano no semiárido. Campina e o município potiguar atingiram média 0,720. Quanto mais próximo de 1 for o índice, melhor é o resultado.

 

O estudo mostrou ainda que Campina Grande ocupa a segunda colocação no ranking de municípios mais populosos do Semiárido, com 385.213 habitantes, perdendo apenas para Feira de Santana, na Bahia, que tem 556.642 moradores.

 

O levantamento também divulgou gráficos referentes ao sistema de coleta de lixo e esgotamento sanitário. Confira mais informações neste link

 

O Semiárido brasileiro se estende por oito estados do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) mais o Norte de Minas Gerais.

 

vaquejada_sje

Um grupo de vaqueiros egipcienses participa nesta terça (25) da Mobilização Nacional em apoio à vaquejada legal na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Este movimento é promovido por associações de vaqueiros e apoiado por parlamentares. Durante todo o dia segue uma programação com a Missa do Vaqueiro, Ato Público (em frente ao Congresso Nacional), Bênção na Catedral de Brasília, homenagens a vaqueiros e manifestação com artistas nordestinos que apoiam a Vaquejada Legal.

O propósito desta mobilização em apoio à vaquejada é mostrar ao Brasil e ao mundo o real valor da atividade e o que ela representa para milhares de pessoas no Nordeste.

Segundo os apoiadores da causa, a vaquejada gera mais de 700 mil empregos diretos e indiretos, gera economia para várias cidades e integra a cultura nordestina há mais de 100 anos.

São José do Egito, assim como dezenas de cidades do Nordeste, promove festas de vaquejadas e está representada por vaqueiros que saíram no último sábado (22) do Berço Imortal da Poesia.

mobilizacao_vaquejada

Por Nádia Geórgia