Após a nossa matéria sobre a próxima eleição da Mesa Diretora da Câmara de São José do Egito vereadores são vistos – e ouvidos – em emissoras locais de rádio para agradecer aos eleitores e aproveitam para falar sobre o futuro do Legislativo egipciense.

O cenário que se apresenta é de constante indefinição. Primeiro que ainda falta muito tempo para a escolha (1º de janeiro de 2017); depois porque praticamente todos os eleitos atestam que serão candidatos.

O Saojosedoegito.Net conversou com 11 dos 13 vereadores para o mandato de 2017-2020. Em vídeo, que será apresentado logo após esta matéria, 8 deles (Albérico Tiago, Aldo da Clipsi, Beto de Marreco, David Teixeira, Doido de Zé Vicente, Flávio Jucá, Rogaciano Jorge e Tadeu do Hospital) confirmam a sua pretensão quanto à principal cadeira da Casa de Todos os Egipcienses. Os demais (Alberto de Zé Loló, Jota Ferreira e Rona Leite) também disseram, por telefone, que estão na disputa. Não conseguimos contato com Ana Maria de Romerinho nem com Antônio Andrade.

Para o próximo período de 4 anos apenas quatro nomes substituirão atuais titulares. Dois deles (Ana Maria e Rona) já passaram pela Casa. Os outros (Alberto e Antônio) terão sua primeira experiência no legislativo.

Nos bastidores, e pelo que apuramos, a movimentação é maior entre os eleitos para a próxima oposição (grupo de Zé Marcos e Dr. Romério). A conquista da maior quantidade de assentos (7) já garantiria a presidência – se apenas um for candidato e os outros o acompanharem. O problema é que alguns realmente mostram-se firmes na ideia e estão em busca de votos. Todos, entretanto, são categóricos e afirmam que um nome de consenso será escolhido.

E os eleitos do grupo de Evandro (6), o que fariam se não conseguissem mais um voto? Nos bochichos da Rua da Baixa cogita-se que haveria a possibilidade de todos da próxima situação votarem em algum nome do outro grupo. Alguém que demonstrasse afinidade com a próxima gestão e que topasse a parada. A ideia é: Melhor ter um presidente agradecido que ter uma oposição com o poder no Legislativo. Nenhum dos entrevistados confirmou isso. São as fofocas da “Balança de São José”.

Durante esse período que antecede as posses vamos afunilando as possibilidades. Sabendo mais e contando tudo aqui.

Assista agora o vídeo com as declarações de 8 vereadores que se dizem candidatos a presidente da Câmara SJE.

Para quem tem velocidade mais lenta, veja no Youtube

 

mimo-2016-olinda

O Festival MIMO, em sua 13ª edição, divulgou – nesta terça-feira (18) – a programação completa em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). O evento gratuito retorna a Olinda, entre os dias 18 e 20 de novembro, com atrações nacionais e internacionais – divididas em concertos, filmes, Fórum de Ideias, literatura e workshops.

Toda a programação acontece em​ praças públicas, mercados e igrejas de Olinda. Entre as atrações internacionais​ que ocuparão o palco da Praça do Carmo, estão​ o africado Pat Thomas & Kwashiru Area Band​;​ a colombiana da cúmbia Totó La Momposina; ​ e ​o som dos ingleses do Sons of Kemet​.

Realizado anualmente desde 2004, o festival também tem como ponto a Etapa Educativa (com inscrições abertas de 18 de outubro a 6 de novembro pelo site do MIMO), que este ano promoverá interações entre o público pernambucano e artistas de diferentes continentes.

Cinema

O Festival MIMO de Cinema, sob a coordenação e curadoria da cineasta Rejane Zilles, divulga os selecionadas para Olinda, entre curtas e longas, que vão do rock ao forró, nos gêneros ficção científica e documentário. Foram oito longas e sete curtas selecionados, que serão exibidos em estruturas montadas na área externa da Igreja da Sé e em uma tenda no Mercado da Ribeira.

Chuva de poesia

Criada pelo poeta, tipógrafo e artista plástico Guilherme Mansur, a Chuva de Poesia acontece há mais de 20 anos em Minas Gerais. A iniciativa é fazer “chover” poesia no céu das cidades. Do alto da Igreja da Sé, centenas de folhas soltas coloridas, com tipografias especiais, serão lançadas ao vento para o público com obras dos poetas portugueses Teixeira de Pascoaes, Mário de Sá-Carneiro, Mário Cesariny e António Maria Lisboa.

Fórum de Ideias

O Fórum de Ideias tem como finalidade promover o debate, a reflexão e a troca de conhecimentos, através da pluralidade de expressões culturais. O tema para 2016 é “Lugares de memória”, com curadoria do premiado escritor e músico cabo-verdiano Mário Lúcio Sousa. O encontro acontecerá no Convento de São Francisco e receberá também para dialogar sob o tema, Totó La Momposina e o músico João Bosco.

Confira a programação completa clicando aqui (MIMO)

 

Fonte: Portal FolhaPE