Os céus do Brasil foram iluminados neste domingo (16) pela primeira superlua de uma sequência de três que ocorrerão neste fim de ano. O fenômeno ocorre quando a Lua cheia coincide com o período de maior proximidade com a Terra, o chamado perigeu. Por isso ela aparecerá maior do que estamos acostumados.

A superlua é considerada um fenômeno comum – tanto é que teremos três seguidas neste fim de ano.

O tamanho e o brilho do evento, que ocorre em média seis vezes por ano (também em luas novas), são variáveis.

A superlua foi clicada em São José do Egito pela jornalista Nádia Géorgia. Confira abaixo a foto!

superlua-foto-de-nadia-georgia-sje-16-de-outubro-de-2016-edicao

conversa-de-segunda-felipe-junior

A partir desta segunda, 17, quem também se integra ao Saojosedoegito.Net é o poeta Felipe Júnior. Ele assinará a coluna “Conversa de Segunda”, que discutirá sobre cultura, políticas públicas ao setor cultural, editais de cultura, literatura, política, etc.

A proposta é apresentar ainda um debate sobre o segmento cultural que, por sua vez, é um dos mais movimentados no Sertão do Pajeú.

Neste 17 de outubro tem no blog a nova coluna: “Conversa de Segunda”.

carlos-cordeiro-engenheiro-pernambucano-e-escolhido-inventor-do-ano-pela-intelEntre os mais de 95 mil funcionários da Intel – a maior empresa do mundo no setor de semicondutores – um pernambucano de 40 anos ganhou o maior destaque. Carlos Cordeiro, engenheiro chefe e diretor da companhia na área de comunicação wi-fi foi escolhido, em cerimônia interna realizada em setembro no Dolby Theatre, em Los Angeles, o prêmio de Inventor do Ano das mãos do próprio CEO da empresa, Brian Krzanich.

Ou seja, se o Dolby Theatre é o lugar onde acontece a entrega dos prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (o popular “Oscar”), e Carlos recebeu o último troféu da noite, das mãos do chefão da empresa, quer dizer que ele ganhou o Oscar de Melhor Filme? “Dá para colocar dessa maneira, sim”, brinca o engenheiro pernambucano.

Mas, ao invés de produzir um longa metragem, Carlos produziu conhecimento. Liderando o time de pesquisa e desenvolvimento na área de comunicação sem fio, ele registrou mais de 200 patentes para a Intel, sendo 65 só no ano passado – e 15 delas consideradas fundamentais, que podem ser utilizadas de modo mais abrangente – fora outras 400 patentes que estão esperando aprovação.

“Uma grande parte do que a gente faz é evoluir a tecnologia, criar novos produtos. Muito provavelmente, o wi-fi que você está usando agora, no seu computador ou smartphone, tem algum elemento que eu desenvolvi aqui. Agora, estou trabalhando no wi-fi que você vai usar daqui a cinco anos. Estamos sempre na ponta da pesquisa”, explica Carlos, que trabalha na Intel há 10 anos, depois de ter passado também pela Phillips e pela IBM.

Foi essa proficiência no desenvolvimento de ideias que rendeu ao pernambucano a premiação. “Já tinha recebido outras gratificações da empresa, mas nunca nesse porte”, reconhece Carlos. Formado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco (onde também fez um mestrado), o engenheiro mora nos Estados Unidos desde 2001, quando foi convidado para trabalhar na IBM. “Minha formação na UFPE foi extremamente relevante na minha carreira. Na minha época, como hoje, é um curso de ponta, que além da formação teórica incentiva os alunos a buscar conhecimento e se aprimorarem”, lembra.

 

Fonte: MundoBit

Esta bela composição foi obtida pelo jovem Gabriel Alves no final da tarde deste domingo, 16 de outubro de 2016. Ele estava no Monte da Igrejinha e registrou esta cena deslumbrante de São José do Egito.

Você também pode enviar fotos da sua cidade. Saiba em “Contato” as formas de envio.

Clique na foto para ampliá-la!

a-foto-do-dia-por-do-sol-em-sje-visto-do-monte-da-igrejinha-gabriel-alves-16-de-outubro-de-2016-edicao